Formação de professores e o uso de tecnologias digitais em tempos de pandemia

Reflexões e decisões

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24979/ambiente.v1i1.1074

Palavras-chave:

Formação de Professores, Tecnologias Digitais, Ensino Remoto, Pandemia

Resumo

O presente estudo aborda a formação de professores frente ao uso das tecnologias digitais. Com a pandemia de Covid-19, ficou evidenciado a importância das tecnologias nas escolas, principalmente com a suspensão das aulas presenciais. Com o objetivo de refletir acerca das implicações e caminhos envoltos na formação de professores, dado que neste contexto pandêmico a prática docente viu-se entrelaçada à importância de se saber utilizar de forma adequada as ferramentas tecnológicas. Um ponto relevante nesse processo, também linkado à formação docente, está relacionado com o envolvimento dos alunos de uma forma mais efetiva e participativa nas atividades mediadas por tecnologias digitais. Para este estudo, nos guiamos sob a luz do pensamento de Tardif (2014/2010), Pimenta (1991), Borba e Penteado (2011), Ghedin (2009), Valente (1993), Nóvoa (1992), Perrenoud (2000), Fiorentini e Lorenzato (2006), Bachelard (1996), entre outros. Como resultado, apontamos para a importância de que haja reflexões e caminhos acerca das necessidades formativas dos professores e o uso de tecnologias digitais. As instituições formadoras devem pensar/repensar as demandas formativas dos professores nesse contexto, ressignificando as práticas já existentes.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Vilma Luísa Siegloch Barros, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre/IFAC

    Doutoranda em Educação em Ciências e Matemática da Rede Amazônica de Educação em Ciência e Matemática pela Universidade Estadual do Amazonas/UEA. Mestre em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Federal do Acre/UFAC. Licenciada em Matemática pela Universidade Federal do Acre/UFAC. Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre/IFAC.

  • Mara Rykelma da Costa Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre/IFAC

    Doutoranda em Educação em Ciências e Matemática da Rede Amazônica de Educação em Ciência e Matemática (REAMEC) polo da Universidade Estadual do Amazonas/UEA. Mestre em Matemática (ProfMat) pela Universidade Federal do Acre/UFAC. Licenciada em Matemática pela Universidade Federal do Acre/UFAC. Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre/IFAC.

  • Cilene Maria Lima Antunes Maciel, Universidade de Cuiabá/UNIC

    Pós- Doutorado em Ensino pela Universidade Norte do Paraná- UNOPAR. Doutorado em Inovação e Sistema Educativo pela Universidade Autônoma de Barcelona. Mestrado em Inovação e Sistema Educativo pela Universidade Autônoma de Barcelona- UAB. Graduação em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Professora da Universidade de Cuiabá/UNIC.

  • Vandreza Souza dos Santos, Universidade Federal do Amazonas/UFAM

    Professora de Química no Instituto de Natureza e Cultura – INC, da Universidade Federal do Amazonas – UFAM. Mestra em Ensino de Ciências Naturais e Matemática – PPGECNM pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. Doutoranda em Educação em Ciências e Matemática – PPGECEM, pela Rede Amazônica de Educação em Ciência e Matemática – REAMEC.

Referências

BACHELARD, G. A formação do espírito científico: contribuição para uma psicanálise do conhecimento. Rio de Janeiro: Contraponto, 1996.

BANDEIRA, S. M. C.; BEZERRA, S. M. C. B.; BARROS, V. L.S.; As TICs integradas à prática pedagógica do professor de Matemática: uma realidade possível. IV Seminário Nacional de Histórias e Investigações de/em Aulas de Matemática. UNICAMP – SP, 2013.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular - BNCC. Brasília, 2018.

_____. Os Saberes e as Necessidades Formativas do Professor do século XXI: As TICs integradas a prática pedagógica do professor. – XI ENEM. SBEM – Sociedade Brasileira de Educação Matemática. PUCPR, Curitiba PR, 2013.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Investigação Qualitativa em educação: uma introdução a teoria e aos métodos. Porto: porto Editora, 1994.

BORBA, M. C.; PENTEADO, M. G. Informática e Educação Matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

BRITO, G.S.; PURIFICAÇÃO, I. Educação e novas tecnologias: um repensar. Curitiba: IBPEX, 2006.

BURTON, J. K. e MERRIL, P. F. Needs Assessment: goals, needs, and priorities. In: Briggs, L. (org.). Instructional Design. Educ. Tech. Public. 1977.

CORRÊA, J. Novas tecnologias da informação e comunicação: novas estratégias de ensino/aprendizagem. In: COSCARELLI, Carla Viana (Org.). Novas tecnologias, novos textos, novas formas de pensar. Belo Horizonte: Autêntica, 2002. P. 43-50.

DORNELES, D. M.: MESSIAS, L. Tecnologias da Informação e da Comunicação: exame das grades curriculares dos Cursos de licenciatura da Universidade Federal do Acre. In: V SIMPÓSIO LINGUAGEM E IDENTIDADES DA/NA AMAZÔNIA SUL-OCIDENTAL, 2011, Rio Branco. Anais. Rio Branco: UFAC, 2011. 1 CD ROM.

FIORENTINI, D.; LORENZATO, S. Investigação em Educação Matemática: percursos teóricos e metodológicos. Campinas, SP: Autores Associados, 2006. (Coleção formação de professores).

GHEDIN, E. et al. Formação de professores: caminhos e descaminhos da prática.

Brasília: Líber Livro Editora, 2008.

­­­­­­­­_____. Tendências e Dimensões da Formação do Professor na Contemporaneidade. 4º Congresso Norte Paranaense de Educação Física Escolar. Universidade Estadual de Londrina. Londrina, junho de 2009.

HOFSTETTER, R; VALENTE, W. R. (Orgs.). Saberes em (trans-formação: tema central da formação de professores. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2017.

LORENZATO, L. Formação inicial e continuada do professor de Matemática.

Jornal Folha de São Paulo, Splemento Sinapse, 25/03/2003.

MARCELO, C. G. A formação de professores: novas perspectivas baseadas na investigação sobre o pensamento do professor. In: Nóvoa, A. (org.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

MASSETO, M.T. Mediação pedagógica e o uso da tecnologia. In: MORAN, J. M. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas, SP: Papirus, 2000.

MORAN, J. M. Ensino e Aprendizagem inovadores com tecnologias audiovisuais e telemáticas. In: Novas Tecnologias e mediação pedagógica. Campinas, SP: Papirus, 2000.

NÓVOA, A. Formação de professores e formação docente. In: Os professores e a sua formação, do mesmo autor. Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1992.

NUNES, C. M. F. Saberes docentes e formação de professores: um breve panorama da pesquisa brasileira. Educ. Soc. [online]. 2001, vol.22, n.74, pp.27-42. ISSN 1678-4626.

PAPERT, S. A máquina das crianças: repensando a escola na era da Informática. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994.

PEREZ, G. Formação de professores de Matemática sob a perspectiva do desenvolvimento profissional. In: MARIA APARECIDA VIGGIANI BICUDO (Org.) Pesquisa em Educação 1991.

PERRENOUD, P. Dez novas competências para ensinar: convite à viagem. Tradução: Patrícia Chittoni Ramos. Porto Alegre, RS: Artes Médicas Sul, 2000.

PIMENTA, Selma Garrido e GHEDIN, Evandro. Professor reflexivo no Brasil. Gênese e crítica de um conceito. São Paulo: Cortez, 2002.

PIMENTA. S.G. A Didática como mediação na construção da identidade do professor uma experiência de ensino e pesquisa na Licenciatura. ln OLIVEIRA, M. R. & Andre, M. (Orgs.). Altenativas ao ensino de didática. Campinas: Papirus, 1997.

RODRIGUES, A.; ESTEVES, M. A análise das necessidades na formação de professores. Lisboa: Porto Editora, LDA, 1993.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 11 ed., Petrópolis: vozes, 2010.

VALENTE, J. A. (Org.). Computadores e conhecimento: repensando a educação. Campinas, SP: NIED/UNICAMP, 1993ª, p. 24-44.

ZABALZA, M. A. Planificação e desenvolvimento curricular na escola. Lisboa: edições ASA, 1998.

Downloads

Publicado

28/07/2022

Como Citar

Formação de professores e o uso de tecnologias digitais em tempos de pandemia: Reflexões e decisões. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 35–45, 2022. DOI: 10.24979/ambiente.v1i1.1074. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/1074.. Acesso em: 25 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 331

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)