O programa residência pedagógica em tempos de pandemia

Apontamentos teóricos-práticos do uso de recursos tecnológicos na formação docente

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24979/ambiente.v1i1.1078

Palavras-chave:

Formação de professores;, Ensino Remoto;, Tecnologias Digitais;, Licenciatura em Matemática.

Resumo

Este trabalho tem por objetivo compartilhar as vivências no Programa Residência Pedagógica (PRP) em tempos de pandemia. As escolas-campo envolvidas ficam localizadas no município de Rio Branco, estado do Acre, sendo duas escolas públicas estaduais e um campus do Instituto Federal do Acre – IFAC. A amostra é composta de três professores preceptores das escolas-campo, 24 alunos residentes bolsistas e 6 voluntários. A base teórica guia-se sob a luz do pensamento de Bachelard (1996), Pimenta e Lima (2004), Nóvoa (1992), Tardif (2010), Garcia (2020), dentre outros. A análise segue os caminhos metodológicos da dialética (SÁNCHEZ GAMBOA, 1998) e da pesquisa qualitativa. A pesquisa bibliográfica é não sistemática/pesquisa narrativa e selecionada com base nas questões levantadas durante a discussão apresentada. Descreve-se as ações desenvolvidas em cada Módulo do Programa, proporcionando compreensão do processo vivenciado neste momento onde as incertezas e o medo se faziam presentes diariamente na rotina dos professores e alunos, em decorrência da pandemia que assolou o mundo. Os resultados apontam para ressignificação e reformulação das estruturas curriculares dos cursos Superiores de Licenciatura em Matemática, buscando aproximar a teoria e a prática.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Vilma Luísa Siegloch Barros , Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre/IFAC

    Doutoranda em Educação em Ciências e Matemática da Rede Amazônica de Educação em Ciência e Matemática pela Universidade Estadual do Amazonas/UEA. Mestre em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Federal do Acre/UFAC. Licenciada em Matemática pela Universidade Federal do Acre/UFAC. Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre/IFAC.

  • Mara Rykelma da Costa Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre/IFAC

    Doutoranda em Educação em Ciências e Matemática da Rede Amazônica de Educação em Ciência e Matemática (REAMEC) polo da Universidade Estadual do Amazonas/UEA. Mestre em Matemática (ProfMat) pela Universidade Federal do Acre/UFAC. Licenciada em Matemática pela Universidade Federal do Acre/UFAC. Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre/IFAC.

  • Josefina D. Barrera Kalhil, Universidade Estadual do Amazonas/UEA

    Pós-doutorado em Didática da Física, Mexico. Doutorado em Ciências Pedagógicas (Educação) pela Universidade da Havana. Mestrado em Ciências da Educação Superior pela Universidade de Matanzas, Cuba (Homologado pela Universidade Federal da Bahia). Graduada em Licenciatura em Física, em Matanzas, Cuba. Professora na Universidade do Estado do Amazonas - UEA, Manaus, Brasil.

  • Cilene Maria Lima Antunes Maciel, Universidade de Cuiabá/UNIC

    Pós- Doutorado em Ensino pela Universidade Norte do Paraná- UNOPAR. Doutorado em Inovação e Sistema Educativo pela Universidade Autônoma de Barcelona. Mestrado em Inovação e Sistema Educativo pela Universidade Autônoma de Barcelona- UAB. Graduação em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Professora da Universidade de Cuiabá/UNIC.

  • José Júlio César do Nascimento Araújo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre/IFAC

    Doutor em Educação pela Universidade Federal do Amazonas. Líder do grupo de Pesquisa: Observatório da Formação de Professores em Institutos Federais. Professor do Programa de Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEpT) Professor do Instituto Federal do Acre.

Referências

BACHELARD, G. A formação do espírito científico: contribuição para uma psicanálise do conhecimento. Rio de Janeiro: Contraponto, 1996.

BARROS, F. C.; VIEIRA, D. A. P. (2021). Os desafios da educação no período de pandemia. Brazilian Journal of Development, 7(1), 826-849.

BRASIL, Ministério da Educação. PORTARIA Nº 343, DE 17 DE MARÇO DE 2020.

FREITAS, S. O.; TROTTA, L. M. Acessibilidade Tecnológica para os Alunos da Rede Privada e Pública Durante a Pandemia. 2020.

BITTENCOURT, R. N. (2020). Pandemia, isolamento social e colapso global. Revista Espaço Acadêmico, 19(221), 168- 178.

CORRÊA, A. K.; SANTOS, R. A. D.; SOUZA, M. C. B. D. M.; CLAPIS, M. J. (2011). Metodologia problematizadora e suas implicações para a atuação docente: relato de experiência. Educação em Revista, 27(3), 61-77.

GARCIA, T. C. M.; MORAIS, I. R. D.; ZAROS, L. G.; RÊGO, M. C. F. D. (2020). Ensino remoto emergencial: proposta de design para organização de aulas.

GOEDERT, L. (2004). A formação do professor de biologia na UFSC e o ensino da evolução biológica.

LEAL, J. C.; OLIVEIRA, E. R. C.; TAVARES, J. O. (2020, December). O desafio da implantação do programa residência pedagógica do unifor-mg durante a pandemia da covid-19. In xvi - mostra integrada de pesquisa e extensão.

MOTA, A.S.; OLIVEIRA, B. K. S.; COSTA. F.F.; ROCHA. J.A.A.; REIS. M.A.; PAIVA. T.C. (2018). Residência Pedagógica: uma contribuição para a formação inicial de professores. VII -ENALIC -Fortaleza Ceará.

MOREIRA, J. A.; HENRRIQUE, S.; BARROS D. M. V. (2020). Transitando de um ensino remoto emergencial para uma educação digital em rede, em tempos de pandemia. Dialogia, 351-364.

NACARATO, A. M. (2016). A parceria universidade-escola: utopia ou possibilidade de formação continuada no âmbito das políticas públicas? Revista Brasileira de Educação, 21(66), 699-716.

NÓVOA, A. (Org.). Vidas de Professores. Porto: Porto Editora, 1992.

PEREIRA, J. E. D. (1999). As licenciaturas e as novas políticas educacionais para a formação docente. Educação & sociedade, 20(68), 109-125.

ROTHER, E. T. Revisão sistemática X revisão narrativa. Acta Paulista de Enfermagem [online]. 2007, v. 20, n. 2 [Acessado 2 Maio 2022] , pp. v-vi. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0103-21002007000200001>. Epub 17 Jul 2007. ISSN 1982-0194. https://doi.org/10.1590/S0103-21002007000200001.

SANTOS, J. V. B.; MONTEIRO, J. C. S. (2020). Educação e covid-19: as tecnologias digitais mediando a aprendizagem em tempos de pandemia. Revista encantar-educação, cultura e sociedade, 2, 01-15.

SÁNCHEZ G. S. Epistemologia da Pesquisa em Educação. Campinas, Praxis. 1998.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 11 ed., Petrópolis: vozes, 2010.

XAVIER, M. C. S. Ensino remoto no distanciamento social: percepções e experiências docentes no período da pandemia do covid-19. 2020.

Downloads

Publicado

28/07/2022

Como Citar

O programa residência pedagógica em tempos de pandemia: Apontamentos teóricos-práticos do uso de recursos tecnológicos na formação docente . Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 108–119, 2022. DOI: 10.24979/ambiente.v1i1.1078. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/1078.. Acesso em: 24 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 336

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)