A LADAINHA DE LA PAZ

METODOLOGIA DE ESTUDO DE CASO NO ENSINO DE EQUILÍBRIO QUÍMICO DURANTE AS AÇÕES DO SUBPROJETO PIBID QUÍMICA UERR RORAINÓPOLIS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24979/ambiente.v13i2.170

Palavras-chave:

Ensino de química, Metodologia, Roraima

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo a produção e utilização de um caso para abordar o conteúdo de equilíbrio químico, durante as ações do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência – PIBID, para uma turma de estudantes do 2º ano do Ensino Médio de uma escola pública de Rorainópolis-RR, no segundo semestre de 2016. Diante da problemática de várias metodologias de ensino fazerem dos alunos sujeitos passivos no processo de ensino aprendizagem, a metodologia estudo de casos torna-se uma importante ferramenta para mudar este cenário, pois altera essa dinâmica valorizando o papel do próprio discente na construção de seu conhecimento. Fez-se uso da pesquisa qualitativa, descritiva, de campo e participativa. Os resultados foram obtidos por intermédio de questionários diagnóstico e final, com perguntas mistas, observação sistemática e registro em diário de campo. Através da análise dos dados constatou-se a necessidade de inovação na metodologia de ensino, pois a maioria dos alunos conhecem a importância do conhecimento químico, porém, se mostraram cansados da metodologia tradicional. O uso dessa nova metodologia trouxe consigo medos e dificuldade de aceitação, por se tratar de algo novo, mas, à medida que as aulas se sucediam, o nível de participação e aceitação dos discentes se mostrou progressivamente satisfatório, comprovando que a metodologia de estudo de casos pode auxiliar no processo de ensino e aprendizagem, tornando as aulas mais dinâmicas e atrativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Drª. Josimara Cristina de Carvalho Oliveira, Universidade Estadual de Roraima/UERR

Bacharel em Química (1991), licenciada em Química (1994), mestre em Química (1995) e doutora em Química (2000) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP - Araraquara/SP. Área de concentração: Ensino de Química; Ensino de Ciências; Ciências dos Materiais; Educação Ambiental. Palavras-Chave: Ensino de Química; Cerâmica Ferrelétrica; Ciências da Natureza. Conhecimento das técnicas de TG; DTA; Dilatometria; DRX; MET; MEV; IV. Atualmente é professora da Universidade Estadual de Roraima - UERR Campus Rorainópolis, onde desenvolve pesquisas na área de Ensino de Química, Ensino de Ciências e Educação Ambiental. Atua como professora do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências da Universidade Estadual de Roraima - Campus Boa Vista. Possui projetos de extensão voltados para a educação ambiental, divulgação científica, metodologias de ensino, materiais alternativos e espaços não formais.

Ian Silva de Sousa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima/IFRR

Graduado em Licenciatura em Ciências da Natureza e Matemática com ênfase em Ciências Biológicas e Química pela Universidade Estadual de Roraima (2017). Cursando Pós Graduação em Educação: Métodos e Técnicas de Ensino pelo IFRR, e Pós Graduação em Metodologia do Ensino de Biologia e Química pela Universidade Candido Mendes. Tem experiência no ramo Administrativo, Contábil, Recursos Humanos, Financeiro, Processual, no Ensino de Química, Biologia e Ciências Naturais.

Rosária da Silva de Oliveira, Universidade Estadual de Roraima/UERR

Possui graduação em Ciências da Natureza e Matemática com Ênfase em Química e Biologia pela Universidade Estadual de Roraima(2017), ensino-fundamental-primeiro-graupela Escola Estadual Tenente João de Azevedo Cruz(2007) e ensino-medio-segundo-graupelo Instituto Federal de Roraima(2012).

Joel Ramanan da Cruz, Universidade Estácio de Sá

Licenciado em Ciências da Natureza com ênfase em Biologia e Química, pela Universidade Estadual de Roraima. Foi bolsista do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência. Tem experiência no ensino de Ciências Naturais nos 3º e 4º ciclos do Ensino Fundamental. Atua em fiscalizações, educação e licenciamento ambiental pela Secretaria do Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, Turismo e Desenvolvimento Sustentável de Rorainópolis-RR desde 2015. Está desenvolvendo trabalhos com animais peçonhentos em Roraima, com ênfase em escorpiões. Atualmente cursa graduação tecnológica em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pela Universidade Estácio de Sá.

André Camargo, Universidade Estadual de Roraima/UERR

Pós-doutor em produtos naturais pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia-INPA (2007); Doutor em ciências pela Universidade Estadual de Campinas-SP-UNICAMP (2005); Mestre em química orgânica pelo Instituto de Química de Araraquara-Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP (1999); bacharel em química pelo Instituto de Química de Araraquara-Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP (1996). Tem experiência na área de Química, com ênfase em Química Orgânica-Produtos Naturais Bioativos, atuando principalmente nos seguintes temas: Etnofarmacologia, Bioprospeccção, Métodos Cromatográficos, Estudo Fitoquímico, Caracterização Estrutural de Substâncias Bioativas, Ressonância Magnética Nuclear (RMN) uni e bi-dimensionais, Espectrometria de Massas, Ensaios farmacológicos. Tem como principal enfoque o estudo da biodiversidade da região amazônica, com ênfase para o Estado de Roraima. Atualmente é professor doutor nível V da Universidade Estadual de Roraima-UERR.

Iracilma da Silva Sampaio, Secretaria de Educação do Estado de Roraima

Possui graduação em Ciências - Química pela Universidade Estadual do Maranhão (2004), duas especializações na área de educação; Possui mestrado em Ciências pela Universidade Estadual de Roraima(2017), Atuou como docente na UERR (2007,2008) e na Secretaria de Educação do Estado de Roraima - Escola Estadual José de Alencar desde 2007 até os dias atuais como professora de Química. Atuou como Supervisora no PIBID de Química em Rorainópolis - RR de 2013 a 2017.

Cássia Patrícia Muniz de Almeida, Universidade Estadual de Roraima/UERR

Graduada em Química pela Universidade Federal de Roraima (1999). Especialista em Educação Ambiental Pelo Instituto Cuiabano de Educação.(2002 ). Mestranda do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências-UERR.É professora da Rede Estadual de Ensino do Estado de Roraima, atuou como professora horista da Universidade Estadual de Roraima e como superfisora do PIBID. Tem experiência na docência superior e ensino médio na área de Química e docência no ensino fundamental na disciplina de Ciências. Com ênfase em Educação Ambiental

Referências

BROIETTI, F. C. D.; ALMEIDA, F. A. S.; SILVA, R. C. M. A. Estudo de Casos: Um Recurso Didático para o Ensino de Química no Nível Médio. R. B. E. C. T. v. 5, n. 3, set./dez. 2012.

BROIETTI, F. C. D et al. Alguns significados da expressão “deslocar o equilíbrio” em formandos do curso de licenciatura em química. Revista Ensaio Belo Horizonte. v.15, n. 03. p. 217-233. set./dez. 2013.

BROWN, T. L.; LEMARY, H. E.; BURSTEN, B. E. B. Química a Ciência Central. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005.

CANZIAN, R.; MAXIMIANO, F. A. Princípio de Le Chatelier o que tem sido apresentado em livros didáticos? Química Nova na Escola. v. 32, n. 2, mai. 2010.

FELTRE, R. Química. 6. ed. São Paulo: Moderna, 2004.

GERHARDT, T. E.; SILVEIRA, D. TOLFO. Métodos de pesquisa. Coordenado pela Universidade Aberta do Brasil – UAB/UFRGS e pelo Curso de Graduação Tecnológica – Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural da SEAD/UFRGS. – Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. - São Paulo: Atlas, 2008.

HERREID, C. F. What makes a good case? Journal of College Science Teaching, v. 27, n. 3, p. 163-169, 1998.

JÚNIOR, J. G. T.; SILVA, R. M. G. Investigando a temática sobre equilíbrio químico na formação inicial docente. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias. v. 8, n. 2, 2009. Disponível em < http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen8/ART11_V ol8_N2. pdf>. Acesso em: 03 set. 2016.

MIGLIATO FILHO, J. R. Utilização de modelos moleculares no ensino de estequiometria para alunos do ensino médio. 2005. 120 f. Dissertação (Mestrado em Química) Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2005.

PRADO, K. F. Livros didáticos e concepções de professores: a História da Ciência no ensino de Equilíbrio Químico. 2016. 132 f. Dissertação (Mestrado em Educação para a Ciência) Faculdade de Ciências, UNESP, Bauru, 2016.

QUEIROZ, S. L.; CABRAL, P. F. O. Estudos de caso no ensino de ciências naturais. 1. ed. São Carlos: Art Point Gráfica e Editora, 2016. v. 1. 116 p.

RORAIMA. Referencial curricular da rede pública estadual para o ensino médio: Química. Boa Vista: SEED, 2012.

SÁ, L. P.; FRANCISCO, C. A.; QUEIROZ, S. L. Estudos de caso em química. Química Nova, São Paulo, v. 30, n. 3, mai./jun. 2007.

SILVA, O. B.; OLIVEIRA, J. R. S.; QUEIROZ, S. L. SOS Mogi-Guaçu: Contribuições de um Estudo de Caso para a Educação Química no Nível Médio. Química Nova na Escola. v. 33, n. 3, ago. 2011.

STEINER, A. O uso de estudos de caso em pesquisas sobre política ambiental: vantagens e limitações. Revista de Sociologia e Política, Curitiba, v. 19, n. 38, p. 141-158, fev. 2011.

VENTURA, M. M. O estudo de caso como modalidade de pesquisa. Revista SoCERJ, v. 20, n. 5, p. 383-386, 2007.

WARTHA, E. J.; FALJONI-ALÁRIO, A. A contextualização no ensino de química através do livro didático. Química Nova na Escola, n. 22, p. 42-47, 2005.

Downloads

Publicado

2020-10-13

Como Citar

OLIVEIRA, J. C. de C.; SOUSA, I. S. de; OLIVEIRA, R. da S. de; CRUZ, J. R. da; OLIVEIRA, A. C. de; SAMPAIO, I. da S.; ALMEIDA, C. P. M. de. A LADAINHA DE LA PAZ: METODOLOGIA DE ESTUDO DE CASO NO ENSINO DE EQUILÍBRIO QUÍMICO DURANTE AS AÇÕES DO SUBPROJETO PIBID QUÍMICA UERR RORAINÓPOLIS. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 13, n. 2, p. 15-24, 2020. DOI: 10.24979/ambiente.v13i2.170. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/170. Acesso em: 28 out. 2020.

Edição

Seção

Ciências Exatas e Agrárias

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)