Determinação de mercúrio total em peixes frescos em alguns dos principais rios de Roraima por geração de vapor frio e espectrometria de fluorescência atômica (cv AFS)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24979/ambiente.v16i1.1170

Palavras-chave:

AFS, Peixes frescos, Mercúrio, Roraima

Resumo

Roraima tem uma alta demanda de consumo de peixes e uma das grandes preocupações é referente a bioacumulação do mercúrio em peixes que são usados para consumo humano, devido ao seu potencial tóxico. Esse artigo teve como objetivo analisar teores de mercúrio em amostras de peixes frescos coletados em rios localizados no estado de Roraima, utilizando a técnica Espectrometria de Fluorescência Atômica (AFS), sendo coletadas 44 amostras de peixes, de espécies variadas. As amostras foram coletadas nos rios Uraricoera, Branco (em três pontos distintos) e Mucajaí (em dois pontos A partir das análises feitas através desse estudo, os valores obtidos de mercúrio nas amostras coletadas, possuíam uma quantidade grande de Hg nas amostras, observou-se que algumas amostras deram valores aproximados dos limites permitidos pelo Ministério da saúde, porém os teores de Hg estão dentro dos valores indicados e permitidos pelo Ministério da saúde, que estabelece o valor de 500 (ng/g) de Hg permitido para peixes não predadores, já em peixes predadores esse valor é até 1000 (ng/g). Apesar dos teores estarem dentro dos limites estabelecidos e permitidos pelo Ministério da saúde, é necessário que seja feito monitoramento constante para avaliar o impacto da mineração sobre a saúde humana.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Ivanise Maria Rizzatti, Universidade Federal de Roraima/UFRR

    Possui graduação em Bacharelado em Química e Química Tecnológica (2000) e Licenciatura em Química (2003) pela Universidade Federal de Santa Catarina, mestrado (2003) e doutorado (2007) em Química pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atualmente é professora do Magistério Superior, Classe Adjunto A, Nível I da Universidade Federal de Roraima. Tem experiência na área de Química, atuando principalmente nos seguintes temas: Ensino de Química, divulgação científica, espaços não formais e Educação Ambiental. e com menor ênfase em análise de metais em amostras ambientais e monitoramento de indicadores de qualidade de água, É Coordenadora Adjunta dos Programas Profissionais da Área de Pós-Graduação em Ensino na CAPES (2018-2022).

     

Referências

ALVES, N. P.; MORAES, D. N. de. Metrologia Química e a Utilização de Materiais de Referência em Medições. Químicas QUIMLAB – Universidade do Vale do Paraíba. Paraíba, 2002.

BARBOSA, J.A.; SANTANA, A.C.; SILVA, I.M.; BOTELHO, M.N.; CONDURÚ NETO, J.M.H. Características comportamentais do consumidor de peixe no mercado de Belém. Boletim Técnico Científico Cepnor. Pará- Belém. 2007.

BRASIL. 2010 MINISTÉRIO DA PESCA E AQUICULTURA (MAPA). Boletim estatístico da pesca e aquicultura: Brasil 2010. Brasília: MPA, 2010. 29p.

BRITO et, al., Validação de métodos analíticos: estratégia e discussão. Curitiba. 2003.

CAHETÉ, F.L.S. A extração do ouro na Amazônia e suas implicações para o meio ambiente. Pará, 1995.

CAI, Y. Atomic Fluorescence in Environmental Analysis. Florida International University, Miami, USA, 2000.

COSTA, T.V.; SILVA, R.R.S.; SOUZA, J.L; BATALHA, O.S.; HOSHIBA, M.A. Aspectos do consumo e comércio de pescado em Parintins. Boletim do Instituto de Pesca. Amazonas, 2013.

FALEIRO, F. F.; LOPES, L. M.. Aspectos da mineração e impactos da exploração de quartzito em Pirenópolis-GO. Goiânia, 2010.

FARIAS, C. E. G. Mineração e meio ambiente no Brasil. Relatório Preparado para o CGEE PNUD. Outubro de 2002

FIOCRUZ. Fundação Oswaldo Cruz. Avaliação da exposição ambiental ao mercúrio proveniente da atividade garimpeira de ouro na terra indígena Yanomami, Roraima, Amazônia, Brasil. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 2016.

GOES M.A.C. de. Materiais de referência certificados (MRCs) - fator indispensável à rastreabilidade de medições. Rio de Janeiro – RJ, 2005.

GOFF, D. A.. Laser excited atomic fluorescence spectrometry as a tool for chemical analysis. Iowa State University, 1981.

GOMES, G. M.; Vergolino, J. R.. Trinta e Cinco Anos de Crescimento Econômico na Amazônia (1960/1995). Brasília, dezembro de 1997.

HERMANO, B. M.. CONTATO E SUAS CONSEQUÊNCIAS: O CASO YANOMAMI. 10 SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOCIEDADE E FRONTEIRAS, Roraima, 2012.

IBAMA. Portaria nº 48- Período de defeso. 5 de novembro de 2007, Brasil.

ICMBio– Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Avaliação nacional do risco de extinção da fauna brasileira. Brasil, 2014

MARSHALL, W. D., Chapter 5 Atomic absorption, emission and fluorescence spectrometry: Principles and applications, Techniques and Instrumentation in Analytical Chemistry, Vol. 18, p.141-178, 1997.

MAURICE-BOURGOIN, L. et al. Mercury Pollution in the Upper Beni River. Amazonian Basin: Bolivia Ambio, 1999.

MICARONI, R. C. da C.M.; BUENO, M. I. M.S.; JARDIM, W. de F.. Compostos de mercúrio revisão de métodos de determinação, tratamento e descarte. Departamento de Química Analítica- Instituto de Química - UNICAMP - Campinas – SP, 2000.

MINISTERIO DA SAUDE. Contaminnates quimicos, mercúrio. Brasil, 2017

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Regulamento Técnico Mercosul Sobre Limites Máximos De Contaminantes Inorgânicos Em Alimentos. Acesso: > http://portal.anvisa.gov.br/documents/33880/2568070/rdc0042_29_08_2013.pdf/c5a17d2d-a415-4330-90db-66b3f35d9fbd< . Brasil, 2013.

OLIVEIRA, A. de F. M. et al. Teores de metais pesados em cambissolo irrigado com água residuária doméstica e água de poço. Rev. Ambient. Água vol.9, RN, Brasil 2014.

RIBANI, M. et al.; Validação em métodos cromatográficos e eletroforéticos. Quimica nova. São Paulo, 2004.

SANTO ANTONIO ENERGIA. Peixes do Rio Madeira. Cartilha. Rondônia. 2016.

SANTOS, G. M. Peixes comerciais de Manaus. Geraldo Mendes dos Santos, Efrem J. G. Ferreira, Jansen A. S. Zuanon. 2a ed. revisada – Manaus: INPA, 2009.

SANTOS, R. N. G. dos. Pecuária, Memória e Política em Roraima nas décadas de 1970 e 1980. X Encontro Nacional De História Oral- Testemunhos: História e Política. Recife, 2010

TINÔCO, A. A. P. et al. Avaliação de contaminação por mercúrio em Descoberto, MG. Minas Gerais, 2010.

Vandecasteele, C.; Block, C. B.; Modern Methods for Trace Element Determination. Ed. John Wiley & Sons,1993.

VASCONCELOS, R. R. P. Desenvolvimento e validação de metodologias analíticas para quantificação de mercúrio total e metilmercúrio em água utilizando a técnica de fluorescência atômica do vapor frio. São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Química - UFSCar, 2016. Dissertação de mestrado, 17 p.

Downloads

Publicado

26/05/2023

Como Citar

Determinação de mercúrio total em peixes frescos em alguns dos principais rios de Roraima por geração de vapor frio e espectrometria de fluorescência atômica (cv AFS). Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 16, n. 1, p. 45–56, 2023. DOI: 10.24979/ambiente.v16i1.1170. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/1170.. Acesso em: 14 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 210

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)