Vygotsky, Morin e Bachelard

Delineamentos epistemológicos para a resolução de problemas no ensino de Matemática

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24979/ambiente.v1i1.1071

Palavras-chave:

Ensino de Matemática, Resolução de Problemas, Atividade de Situações Problema Discente, Epistemologia

Resumo

este artigo foi produzido a partir dos debates realizados na disciplina de Bases Epistemológicas para o Ensino de Ciências e Matemática, no Programa de Doutorado da REAMEC. Seu objetivo é aproximar o projeto da pesquisa do doutorado à epistemologia e explicitar as relações existentes entre ambos. Nesse sentido, ao relacionar a proposta da metodologia da resolução de problemas com as teorias do conhecimento de Vygotsky, Morin e Bachelard busca-se apresentar os fundamentos que amparam o ensino voltado não para o estímulo da memória, mas para o domínio de conceitos. Ao defender o conhecimento como resposta a uma pergunta Bachelard ratifica a importância do fazer ciência e aponta que é preciso saber formular problemas. Dessa forma, como fundamentos teóricos, este artigo apresenta a Teoria de Formação por Etapas das Ações Mentais, a Direção da Atividade de Estudo e o Ensino Problêmico. Nas considerações finais, é possível verificar os pontos de convergência entre a pesquisa a ser desenvolvida e as epistemologias adotadas.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Soraya de Araújo Feitosa, Universidade Federal de Roraima/UFRR

    Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática da REAMEC, Mestre em Ensino de Ciências pela Universidade Estadual de Roraima, Pós Graduada em Gestão Pedagógica pela Faculdade Internacional de Curitiba, Graduada em Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual de Roraima (2010) e em Pedagogia pelas Faculdades de Ciências do Norte do Brasil (2017). É membro do Grupo de Pesquisa de Didática da Resolução de Problemas em Ciências e Matemática. Tem experiência em docência no nível Fundamental, Médio e Superior. Atualmente trabalha no terceiro ano do Ensino Fundamental no Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Roraima (UFRR).

  • Héctor José García Mendoza, Universidade Federal de Roraima - UFRR

    Bacharel em Matemática pela Universidade Central Marta Abreu de Las Villas (UCLV), Cuba; Mestrado em Informática Educativa pela Universidade de Matanzas Camilo Cienfuegos (UMCC), Cuba e Doutorado em Educação do programa Desenvolvimento Curricular, Organizativo e Profissionalização Docente: Perspectivas Didáticas na Universidade de Jaén (UJAEN), Espanha. Ex-professor dos departamentos de Matemática nas universidades cubanas Instituto Superior Pedagógico Juan Marinello (ISJPM) e Universidade de Matanzas Camilo Cienfuegos (UMCC). Atualmente professor associado da Universidade Federal de Roraima (UFRR) atuando na Licenciatura em Matemática. Professor permanente dos programas de pós-graduação: mestrado profissional em Ensino de Ciências e acadêmico em Educação na Universidade Estadual de Roraima (UERR) e do programa de doutorado em Educação em Ciências e Matemática da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática (REAMEC). Pesquisador em Didática da Matemática fundamentada na teoria da atividade na perspectiva de L. S. Vygotsky, A. N. Leontiev, P. Ya Galperin e N. Talízina e resolução de problemas de M. I. Majmutov.

Referências

BACHELARD, Gaston. A Formação do Espírito Científico: contribuição para uma psicanálise do conhecimento. Tradução Esteia dos Santos Abreu - Rio de Janeiro: Contraponto, 1996. 316 p.

BASSAN, L. H. Teoria da Formação das Ações Mentais por Etapas, de P. Galperin, e o Processo de Humanização. 2012. 113f. Tese (Doutorado em Educação) Faculdade de Filosofia e Ciência da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Campos de Marília – UNESP, 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018.

BRASIL, Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: MEC/SEF, 1998.

FEITOSA, Soraya de Araújo. A atividade de situações problema como estratégia didática no tratamento da informação no 6º ano do ensino fundamental a partir da Teoria de Galperin. 2014. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências). Universidade Estadual de Roraima. Orientador: Oscar Tintorer Delgado.

GALPERIN, P. Ya. Introducción a La psicologia. Habana: Pueblo y educación, 1982.

LEONTIEV, A. O desenvolvimento do psiquismo/ tradução Rubens Eduardo Frias. – 2.ed. São Paulo: Centauro, 2004.

MAGALHÃES, V. O.; FEITOSA, S. A.; MENDOZA, H. J. G. Atividade de Situações Problema Discente com operações de adição e subtração. Educação Matemática Debate, Montes Claro, v. 5, n. 11, p. 1-27, jan/dez. 2021.

MENDOZA, H. J. G., & DELGADO, O. T. Proposta de um esquema da base orientadora completa da ação da atividade de situações problema discente. Obutchénie: Revista de Didática e Psicologia Pedagógica, v. 4, n.1, p. 180-200, jan/abr. 2020.

MORIN, E. Os sete saberes necessários à educação do futuro / tradução Catarina Eleonora F. da Silva e Jeanne Sawaya; revisão técnica de Edgard de Assis Carvalho. – 2. ed. – São Paulo: Cortez, 2000.

REZENDE; A. L.; VALDES, H. Galperin: implicações educacionais da teoria de formação das ações mentais por estágios. Educação e Sociedade [online]. 2006, vol.27, n.97, pp.1205-1232. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-73302006000400007&script=sci_abstract&tlng=pt >. Acesso: 15 mai 2021.

SAMPIERI, R. H.; COLLADO, C. F.; LUCIO, P. B. Metodologia de pesquisa. – 3.ed. – reimpr. – São Paulo: McGraw-Hill, 2012.

STERNBERG, R. J. Psicologia cognitiva. – São Paulo: Cengage Learning, 2010.

TALÍZINA, N. F. Psicologia de La enseñanza. Moscú: Editorial Progresso, 1988.

VYGOTSKY, L. S. A Formação Social da Mente: O desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. Tradução: José Cipolla Neto; Luís Silveira Menna Barreto e Solange Castro Afeche. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

WITTMANN, L. C.; KLIPPEL, S. R. A prática da gestão democrática no ambiente escolar. – Curitiba: Ibpex, 2010.

Downloads

Publicado

28/07/2022

Como Citar

Vygotsky, Morin e Bachelard: Delineamentos epistemológicos para a resolução de problemas no ensino de Matemática. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 15–21, 2022. DOI: 10.24979/ambiente.v1i1.1071. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/1071.. Acesso em: 24 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 330

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.