A JUSTIÇA COMO RESTITUIÇÃO: As definições de justiça do Livro I como base para a definição atual do conceito

Autores

  • Elemar Kleber Favreto
  • Eliza Menezes de Lima

DOI:

https://doi.org/10.24979/64

Resumo

Ao começarmos a ler A República, nos deparamos com um primeiro livro cheio de incertezas, onde nos é apresentado, de forma aporética, a definição de justiça. E qual seria a importância da justiça para a vida do indivíduo e da cidade, a ponto de fazer Platão retomar sua metodologia da Juventude e buscar tal virtude? Este artigo está alicerçado neste problema, onde, inicialmente, abordaremos o contexto histórico e
filosófico de Platão e de sua obra para depois expor as definições de justiça que aparecem no Livro I, base de todo o conceito de justiça exposto na obra platônica. Tais noções serão analisadas segundo a importância que possuem para a definição de justiça atualmente. A pesquisa foi essencialmente bibliográfica, e o método utilizado foi o descritivo-interpretativo para a análise dos textos filosóficos. O artigo está dividido em duas partes, sendo que a primeira apresenta uma discussão importante sobre o autor e a obra A República, de modo a organizar melhor os conceitos expostos; e a segunda expõe as principais discussões acerca do conceito de justiça contida no Livro I da obra de Platão. As considerações finais extrapolam o texto platônico e abordam um pouco do conceito de justiça utilizado na atualidade, onde se pode perceber a ligação com algumas definições expostas no Livro I d'A República.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-03-02

Como Citar

FAVRETO, E. K.; DE LIMA, E. M. A JUSTIÇA COMO RESTITUIÇÃO: As definições de justiça do Livro I como base para a definição atual do conceito. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 9, n. 1, 2017. DOI: 10.24979/64. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/64. Acesso em: 19 jun. 2021.