CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DE FRUTOS DE CUPUAÇUZEIROS EM SISTEMA AGROFLORESTAL NO ESTADO DE RORAIMA, BRASIL

Autores

  • Pedro Vitor Pereira Guimarães Universidade Federal de Roraima
  • Maria Fernanda Berlingieri Durigan EMBRAPA Roraima

DOI:

https://doi.org/10.24979/167

Palavras-chave:

Theobroma grandiflorum (Willd. ex Spreng.), K.Schum, Eventos fenológicos, Crescimento Vegetal, Maturação fisiológica

Resumo

O aumento da introdução de cupuaçuzeiros [Theobroma grandiflorum (Willd. ex Spreng.) K.Schum.] em sistemas de cultivos em Roraima evidencia a necessidade de estudos sobre a fenologia, crescimento e desenvolvimento de seus frutos nas condições do Estado, uma vez que registros técnico-científicos sobre esta cultura em sistema agroflorestais são escassos na região. Deste modo, objetivou-se caracterizar o crescimento e desenvolvimento de frutos de cupuaçuzeiros cultivados em um sistema agroflorestal no município de Cantá, Roraima. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, com número de repetições diferentes, totalizando 652 frutos avaliados. O experimento foi conduzido durante a safra 2016/17, entre os meses de outubro de 2016 e abril de 2017, instalado no Campo Experimental Confiança da Embrapa Roraima, a 90 km de Boa Vista, Roraima. Em condições de campo, avaliou-se o número de frutos total, o de botões florais, de flores e/ou resquícios florais, o diâmetro polar e o equatorial do fruto, a porcentagem de frutos viáveis, deformados e/ou mumificados, com presença de insetos, com presença de fungo e de frutos rachados. O período de desenvolvimento do cupuaçu compreendeu 180 dias e foi considerado a partir da abertura da flor (antese) até a abscisão
do fruto. A floração e a frutificação inicial do cupuaçu em Cantá, Roraima ocorreram em época de seca, nos meses de outubro e novembro, respectivamente. Os diâmetros polar e equatorial dos frutos apresentaram crescimento que se ajustaram ao modelo sigmoidal simples. Os frutos com maturidade fisiológica apresentaram formatos do tipo oblongo, elíptico e ovoide, com constrição basal variando de ligeiro a forte e ápice variando de agudo a redondo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Vitor Pereira Guimarães, Universidade Federal de Roraima

Doutorando em Biodiversidade e Biotecnologia da Rede de Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia
Legal da Universidade Federal de Roraima.

Maria Fernanda Berlingieri Durigan, EMBRAPA Roraima

Doutora em Agronomia (Produção Vegetal), Orientadora, Pesquisadora da Empresa Brasileira de Pesquisa
Agropecuária (Embrapa Roraima).

Downloads

Publicado

2018-12-07

Como Citar

GUIMARÃES, P. V. P.; DURIGAN, M. F. B. CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DE FRUTOS DE CUPUAÇUZEIROS EM SISTEMA AGROFLORESTAL NO ESTADO DE RORAIMA, BRASIL. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 11, n. 01, p. 278–295, 2018. DOI: 10.24979/167. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/167. Acesso em: 18 maio. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)