NATUREZA E LOUCURA NA ANTOLOGIA DE CONTOS ANACONDA, DE HORACIO QUIROGA

Autores

  • Francisco Alves Gomes Universidade de Brasília
  • Sidney Barbosa Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.24979/211

Palavras-chave:

Representação literária, Realismo fantástico, Horacio Quiroga, Anaconda, Conto latino-americano

Resumo

Busca-se determinar como os elementos da Natureza puderam provocar alterações nas personagens dos contos de Horacio Quiroga contidos na coletânea intitulada Anaconda. Esse autor uruguaio que foi um dos escritores que fizeram parte do movimento literário latino-americano dos anos 1970, denominado realismo fantástico, trabalha a construção de suas narrativas no sentido de dar-lhes uma unidade e um sentido coletivo. Os temas da floresta amazônica e das viagens que aí se realizam estão ligados ao tema da serpente e do sofrimento das personagens  que sofreram influência direta desses animais, acabando por cair na loucura. São analisados alguns trechos dos contos da coletânea e faz-se uma proposta de estudo que leva em conta texto e
contexto da obra literária e sentidos das ações e motivações das personagens. Faz-se, ao final, uma avaliação positiva do tratamento que foi dado, no interior das narrativas, aos temas do amor, da morte e dentre vários temas tratados nesta coletânea de contos de Quiroga.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-01-01

Como Citar

GOMES, F. A.; BARBOSA, S. NATUREZA E LOUCURA NA ANTOLOGIA DE CONTOS ANACONDA, DE HORACIO QUIROGA. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 5, n. 1, p. 51–61, 2013. DOI: 10.24979/211. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/211. Acesso em: 16 jun. 2021.

Edição

Seção

Artigos - Seção Varia