ASPECTOS EPIDEMIOLOGICOS DA LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA EM BOA VISTA-RR

Autores

  • Loraine Sibele de Lima Cortez Instituto Brasileiro de Pós-Graduação e Extensão
  • Jucianne Aparecida dos Santos Carvalho Instituto Brasileiro de Pós-Graduação e Extensão
  • Ana Paula Moreira Hirt Instituto Brasileiro de Pós-Graduação e Extensão

DOI:

https://doi.org/10.24979/216

Palavras-chave:

Leishmaniose tegumentar americana, Flebotomíneo, Epdemiologia

Resumo

O Brasil vivencia na atualidade situações nas quais velhas endemias, que se pensavam esquecidas, ressurgem com perfis de morbi-mortalidades diferentes daqueles já conhecidos. Contudo, a pesquisa teve como objetivo realizar um levantamento epidemiológico com o intuito de conhecer e descrever os aspectos epidemiológicos da Leishmaniose Tegumentar Americana no município de Boa Vista, através de um estudo retrospectivo no período de 2004 a 2008. Utilizou-se para tanto, referencial bibliográfico e para pesquisa de campo utilizou-se o banco de dados  do Sistema Nacional de Agravos de Notificação do município, mediante analise das variáveis da Ficha de Investigação Epidemiológica. No entanto, a pesquisa revelou um perfil epidemiológico
ocupacional e de lazer, quanto à notificação dos casos, a área urbana mostrou um percentual de (74%), registrando maior incidência no sexo masculino (88%), predominando o grupo etário de 20 a 49 anos (27%), apresentando a forma cutânea da doença (94%). Ainda observa-se um aumento de casos novos da doença (93%), verificando que esta apresenta uma variação sazonal, sendo mais intensa no período chuvoso. Contudo, em relação aos anos estudados a vigilância epidemiológica tem mostrado sua eficácia no controle da leishmaniose no município.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-01-01

Como Citar

CORTEZ, L. S. de L.; CARVALHO, J. A. dos S.; HIRT, A. P. M. ASPECTOS EPIDEMIOLOGICOS DA LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA EM BOA VISTA-RR. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 5, n. 1, p. 119–131, 2013. DOI: 10.24979/216. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/216. Acesso em: 16 jun. 2021.

Edição

Seção

Artigos - Seção Varia