As espécies de camarões e caranguejos (Crustacea: Decapoda) do baixo rio Branco, Roraima, Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24979/h8awtd24

Palavras-chave:

Palaemonidae , Euryrhynchidae , Trichodactylidae, rio Branco , Amazônia

Resumo

Durante o período de cheia, abril e maio de 2021, foram coletados 122 camarões: 104 da família Palaemonidae e 18 da Euryrhynchidae. E 18 caranguejos da família Trichodactylidae: 8 do gênero Sylviocarcinus e 10 do Valdivia. As coletas foram realizadas em seis pontos no baixo rio Branco, dentro e fora da “Estação Ecológica do Niquiá.” Em cada ponto a amostragem foi de 4 horas: nas áreas de inundação, macrófitas aquáticas, raízes e gramíneas submersas, praias, margens das barrancas e serrapilheira submersa. Para captura dos crustáceos foram utilizadas armadilhas de espera tipo covo, matapi, puçás e armadilhas confeccionadas com garrafas “pet” de dois litros. Os crustáceos capturados foram transportados para o “Laboratório de Organismos Aquáticos da Amazônia (LOAM/EMBRAPA)”, em Boa Vista onde foram identificados e depositados na coleção. Foram identificadas seis espécies de camarões: Macrobrachium brasiliense; M. nattereri; M. ferreirai; Pseudopalaemon chryseus; Palaemon yuna e Euryrhynchus amazoniensis; e duas espécies de caranguejos: Sylviocarcinus pictus e Valdivia serrata.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Francinéia Zanetti, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia

    Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Roraima (2011) e mestrado em Biologia de Água Doce e Pesca Interior pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (2017), Doutoranda em Biologia de Água Doce e Pesca Interior pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em Zoologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Crustáceos decapodas de água doce, atualmente na área de Parasitologia de Peixes.

  • Maria Aparecida Laurindo dos Santos, Universidade Federal do Amazonas-UFAM.

    Possui graduação em LICENCIATURA E BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLOGICAS - Faculdades Cathedral de Ensino Superior (2010). Mestrado no Programa de Pós-Graduação em Biologia de água Doce e Pesca Interior -(BADPI). Mestrado em Ciências Biológicas, área de concentração em Biologia de Água Doce e Pesca Interior pelo Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia- INPA (2016).Cursando doutorado em Zoologia na Universidade Federal do Amazonas-UFAM.

  • Sandro Loris Aquino Pereira, Embrapa Roraima

    Possui graduação em Engenharia de Pesca pela Universidade Federal do Amazonas (1999), graduação em Tecnologia Em Processamento de Dados - Faculades Objetivo (1997), especialização no Uso dos Recursos Naturais Renováveis e seus Reflexos no Meio Ambiente: ênfase em recursos hídricos - Universidade Federal de Viçosa (2001) e Mestrado (2002) e Doutorado (2010) em Biologia de Água Doce e Pesca Interior pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. Já lecionou na Escola Agrotécnica Federal de Manaus, atuou no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama/AM), lecionou na Universidade Federal do Amazonas e no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Amazonas. Atualmente trabalho na Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias (EMBRAPA) no estado de Roraima como pesquisador e é Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Agroecologia (PPGA) da Universidade Estadual de Roraima (UERR)/Embrapa Roraima/IFRR . Tem experiência e atua na linha de pesquisa sobre Recursos Pesqueiros, Aquícolas e Engenharia de Pesca, atuando principalmente nos seguintes temas: parasitas, espécies de peixes nativas da região amazônica, ecologia e dinâmica de recursos aquáticos, gestão e engenharia para aquicultura e aquicultura.

  • José Celso de Oliveira Malta, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia: Manaus, AM, BR

    José Celso de Oliveira Malta Doutor em Zoologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Mestre em Ciências Biológicas, área de concentração, Biologia de Água Doce e Pesca Interior pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA). Biólogo pela Universidade Federal de Viçosa. No INPA-MCTI desde 1978, trabalhando com análises das necessidades da Amazônia relacionadas a educação e ciência. Pesquisador titular do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA).Professor e orientador, nível mestrado e doutorado no curso de Biologia de Água Doce e Pesca Interior (BADPI/INPA). Têm experiência no estudo das espécies parasitas dos peixes da Amazônia: biodiversidade, biologia, sistemática, taxonomia, história de vida, prevenção, controle, marcadores biológicos, bioindicadores ambientais. Publicou mais de 110 trabalhos inéditos e capítulos de livros revistas nacionais e estrangeiras. Orientou mais de 130 estudantes de iniciação científica, monografias (tcc), mestrados, doutorados e pós-doutorados. É líder do grupo de pesquisa Parasitologia dos Peixes da Amazônia / INPA / CNPq.

Referências

BRIGLIA-FERREIRA et. al. A Pesca artesanal na bacia do rio Branco: dos antecedentes históricos ao abandono das estatísticas pesqueiras em Roraima. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 14, n. 3, p. 45–57, 2022.

ICMBIO - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Plano de Manejo do Parque Nacional do Viruá. Brasília: Brasil, 2014.

CAMPOS, C. S. Diversidade Socioambiental de Roraima: subsídios para debater o futuro sustentável da região. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2011.

CARVALHO, T. M.; MORAIS, R. P. Aspectos hidrogeomorfológicos do sistema fluvial do baixo rio Uraricoera e alto rio Branco como subsídio à gestão de terras. Geografias, v. 10, n. 2, p. 118-135, 2014.

CASTRO, P. M.; SILVA, M. R. Caranguejos e camarões (Crustacea: Decapoda) do igarapé do Perdido, Apiaú, Mucajaí, Roraima. Boletim do Museu Integrado de Roraima, v. 7, n. 1, p. 40-47, 2013.

CAVALCANTE, R. M.; CASTRO, P. M. Verificação das potencialidades do camarão de água doce Macrobrachium jelskii Miers, 1877 com o cultivo em viveiros de tambaqui Colossoma macropomum no município de Alto Alegre no estado de Roraima. Revista Eletrônica Ambiente, Gestão e Desenvolvimento, v. 6, p. 45-53, 2014.

GARCIA-DÁVILA, C. R.; MAGALHÃES, C. U. Revisão taxonômica dos camarões de água doce (Crustacea: Decapoda: Palaemonidae, Sergestidae) da Amazônia peruana. Acta Amazonica, v. 33, n. 4, p. 663-686, 2003.

HOLTHUIS, L. B. A collection of freshwater prawns (Crustacea, Decapoda, Palaemonidae) from Amazonia, Brasil, collected by Dr. G. Marlier. Bulletin de L’Institut Royal des Sciences Naturelles de Belgique, v. 42, n. 10, p. 1-11, 1966.

KENSLEY, B.; WALKER, I. Palaemonid shrimps from the amazon basin, Brazil (Crustacea: Decapoda: Natantia). Smithsonian Contributions to Zoology, v. 362, p. 1-28, 1982.

LÓPES, B.; PEREIRA, G. Inventario de los crustaceos decapados de las zonas alta y media del delta del rio Orinoco, Venezuela. Acta Biologica Venezuelica, v. 6, n. 3, p. 45-64, 1996.

LÓPES, B.; PEREIRA, G. Actualizacion del inventario de crustaceos decápodos del delta del rio Orinoco. In: Sánchez, J. L. L.; Cuadra, I. I. S.; Martínez, M. D. (Ed.). El rio Orinoco aprovechamiento sustentable. Instituto de Mecanica de Fluidos Faciltad Imgeniería, Universidade Central de Venezuela, Caracas, Venezuela. p.77-85, 1998.

MAGALHÃES, C. U. Brachyura: Pseudothelphusidae e Trichodactylidae. In: Melo, G. A. S. (Ed.). Manual de identificação dos crustáceos decápodes de água doce brasileiros. Edições Loyola, São Paulo, Brasil. p.143-297, 2003.

MAGALHÃES, C. U. Decapoda. In: Fonseca, C.R.V.; Magalhães, C.; Rafael, J.A.; Franklin, E. (Orgs.) A Fauna de Artrópodes da Reserva Florestal Ducke: estado atual do conhecimento taxonômico e biológico. Manaus: INPA. p. 35-40. 2009.

MAGALHÃES, C. U.; TÜRKAY, M. Taxonomy of the neotropical freshwater crab family Trichodactylidae I. The generic system with description of some new genera (Crustacea: Decapoda: Brachyura). Senckenbergiana Biologica, v. 75, n. 1-2, p. 63-95, 1996a.

MAGALHÃES, C. U.; TÜRKAY, M. Taxonomy of the neotropical freshwater crab family Trichodactylidae II. The genera Forsteria, Melocarcinus, Sylviocarcinus and Zilchiopsis (Crustacea: Decapoda: Brachyura). Senckenbergiana Biologica, v. 75, n. 1-2, p. 97-130, 1996b.

MELO, G. A. S. Família Atyidae, Palaemonidae e Sergestidae. In: Melo, G. A. S. (Ed.). Manual de identificação dos Crustacea Decapoda de água doce do Brasil. São Paulo: Loyola, p. 289-415. 2003.

PEREIRA, J. A. et al. Camarões de água doce (Crustacea: Decapoda) que ocorrem no igarapé Água Boa, municípios de Alto Alegre e Boa Vista, Roraima. Boletim do Museu Integrado de Roraima, v. 11. n. 2, p. 39-44, 2017.

PILEGGI, L. et al. New records and extension of the known distribution of some freshwater shrimps in Brazil. Revista Mexicana de Biodiversidade, v. 84, p. 562-574, 2013.

PIMENTEL, F. R.; MAGALHÃES, C. U. Palaemonidae, Euryrhynchidae, and Sergestidae (Crustacea: Decapoda): Records of native species from the states of Amapá and Pará, Brazil, with maps of geographic distribution. Journal of Species Lists and Distribution. Check List, v. 10, n. 6, p. 1300-1315, 2014.

RAMOS-PORTO, M.; COELHO, P. A. Malacostraca, Eucarida, Caridea (Alpheoidea excluded). In: Young, P. S. (Ed.). Catálogo de Crustacea do Brasil. Rio de Janeiro: Museu Nacional, p. 325-350, 1998.

SANTOS, J. O. S.; NELSON, B. W. Os campos de dunas do Pantanal Setentrional. In: CONGRESSO LATINO-AMERICANO, 4., 1995, Caracas, Venezuela, Anais... Caracas p. 1-9.

SANTOS, J. A.; SAMPAIO, C. M. S.; SOARES, F. A. A. Male population structure of the Amazon River prawn (Macrobrachium amazonicum) in a natural environment. Nauplius, n. 4, v. 2, p. 55-63, 2006.

SANTOS, M. A. L. Composição e distribuição da fauna de camarões de água doce (Crustacea: Decapoda) no estado de Roraima, Brasil. 94 p. Dissertação (Mestrado em Biologia de Água Doce e Pesca Interior). Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia - INPA, Manaus, 09 de março de 2016.

SANTOS, M. A. L. et. al. Freshwater shrimps (Crustacea, Decapoda, Caridea, Dendrobranchiata) from Roraima, Brazil: species composition, distribution, and new records. Check List, v. 14, n. 1, p. 21–35, 2017. https://doi.org/10.15560/14.1.21

SANTOS, M. A. L. et al. Distribution of freshwater prawns (Crustacea: Decapoda) Macrobrachium amazonicum (Heller, 1862), Macrobrachium brasiliense (Heller, 1862) and Macrobrachium jelskii (Miers, 1877) in the State of Roraima, Brazil. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, v. 12, n. 3, p. 03-110, 2019.

VALENCIA, D.M.; CAMPOS, M.R. Freshwater shrimps of the Colombian tributaries of the Amazon and Orinoco Rives (Palaemonidae, Euryrhynchidae, and Sergestidae (Crustacea: Decapoda). Caldasia, n. 32, v. 1, p. 221-234, 2010.

ZANETTI, F. Composição específica e distribuição da fauna de caranguejos de água doce (Crustacea: Decapoda: Brachyura) no estado de Roraima, Brasil. 78p. Dissertação (Mestrado em Biologia de Água Doce e Pesca Interior). Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia - INPA, Manaus, 09 de março de 2016.

ZANETTI, F. et al. Freshwater Crabs (Decapoda: Brachyura: Pseudothelphusidae, Trichodactylidae) from the state of Roraima, Brazil: species composition, distribution and new records. Nauplius, v. 26, e2018011, 2018. https://doi.org/10.1590/2358-2936e2018011.

Downloads

Publicado

11/10/2023

Edição

Seção

Ciências Biológicas e da Saúde

Categorias

Como Citar

As espécies de camarões e caranguejos (Crustacea: Decapoda) do baixo rio Branco, Roraima, Brasil. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 24–31, 2023. DOI: 10.24979/h8awtd24. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/1297.. Acesso em: 4 mar. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 100

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)