DENSIDADE DO CAMARÃO DO GÊNERO Macrobrachium BATE, 1868 SOBRE O DESEMPENHO DO TAMBAQUI (Colossoma macropomum (CUVIER, 1818))

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24979/ambiente.v13i2.377

Palavras-chave:

Aquicultura, Policultivo, Tambaqui, Camarão, Canela

Resumo

Este trabalho teve como objetivo verificar a influência da densidade do camarão de água doce sobre o desempenho do tambaqui em condições de laboratório. A coleta para a pesquisa foi realizada em uma piscicultura no município do Cantá (RR). No laboratório foram utilizados como unidades experimentais 18 caixas com volume de 40 litros que possuíam área de superfície equivalente a 0,75 m² de lâmina d’água, onde foram aclimatados os peixes e camarões e posteriormente, iniciado o experimento com duração prevista de 30 dias. Dos camarões amostrados foram identificadas as espécies Macrobrachium amazonicum e M. jelski; e um morfotipo Macrobrachium sp1. Nenhuma das variáveis dos índices de desempenho apresentou diferenças significativas (p < 0,05) entre os tratamentos. Embora os camarões tenham morrido até o 20o dia do experimento, o policultivo teve efeito positivo sobre o desempenho dos tambaquis. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ronilson Moura Cavalcante, Universidade Estadual de Roraima/UERR

Atualmente é Servidor Público Municipal, Professor do curso de Direito na Faculdade Cathedral e Advogado, cursando especialização em Gestão Pública Municipal no IFRR, formado em Direito pela Faculdade Cathedral, e em Administração pela Universidade Federal de Roraima, Especialização de Direito Processual Civil, Mestre em Agroecologia pela UERR, EMBRAPA e o IFRR, possui Especialização em Assessoria Gerencial Executivo, pela Universidade Federal de Roraima/Instituto Euvaldo Lodi, MSc. em Gestão Ambiental e Desenvolvimento Sustentável - Universidade Estadual de Roraima. Atualmente é Assessor Jurídico na Secretária de Administração e Gestão de Pessoas da Prefeitura Municipal de Boa Vista-RR Atividades desenvolvidas na Controladoria Geral do Município - Prefeitura Municipal de Boa Vista: Chefe da Divisão de Acompanhamento de convênios, Escola Municipal de Administração Pública EMAP - 2009. Membro do Conselho Gestor da Fundação, Educação, Turismo, Esporte e Cultura - FETEC (2011 a 2012). Agente Público AS -7, Assistente 1 , Secretaria Municipal de Administração - 2012. Atividades desenvolvidas com a criação de Camarão com Tambaqui no Município de Alto Alegre. Supervisor de Auditoria - Controladoria Geral do Município, 2012 - Gerencia o Portal da Transparência. Professor de Adminstração e Informática na Faculdades Cathedral - 2003 à 2007. Professor de Informática na Byte Informática - 1995 à 2001.

Sandro Loris Aquino Pereira, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária/RR

Possui graduação em Engenharia de Pesca pela Universidade Federal do Amazonas (1999), graduação em Tecnologia Em Processamento de Dados - Faculades Objetivo (1997), especialização no Uso dos Recursos Naturais Renováveis e seus Reflexos no Meio Ambiente: ênfase em recursos hídricos - Universidade Federal de Viçosa (2001) e Mestrado (2002) e Doutorado (2010) em Biologia de Água Doce e Pesca Interior pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. Já lecionou na Escola Agrotécnica Federal de Manaus, atuou no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama/AM), lecionou na Universidade Federal do Amazonas e no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Amazonas. Atualmente trabalho na Empresa Brasileira de Pesqusas Agropecuárias (EMBRAPA) no estado de Roraima como pesquisador e é Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Agroecologia (PPGA) da Universidade Estadual de Roraima (UERR)/Embrapa Roraima/IFRR . Tem experiência e atua na linha de pesquisa sobre Recursos Pesqueiros, Aquícolas e Engenharia de Pesca, com ênfase em Parasitologia e Patologia de Peixes, atuando principalmente nos seguintes temas: parasitas, espécies de peixes nativas da região amazônica, ecologia e dinâmica de recursos aquáticos, gestão e engenharia para aquicultura e aquicultura.

Willyam Stern Porto, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária/RR

Possui graduação em Ciências Biológicas pelo Centro Universitário Filadélfia (2003) e mestrado em Genética e Melhoramento pela Universidade Estadual de Maringá (2006). Atualmente é analista na Embrapa Roraima , atuando no Laboratório de Organismos Aquáticos da Amazônia, desenvolvendo atividades com tambaqui, pirarucu, matrinxã e espécies ornamentais.

Muara Santana do Nascimento, Universidade Federal de Roraima/UFRR

Graduação em Ciências Biológicas com ênfase em Limnologia pela Universidade Federal de Roraima (2013), cursando Mestrado em Agroecologia pela Universidade Estadual de Roraima-UERR/ Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias Embrapa-RR/ Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima IFRR. Experiência e atua na linha de pesquisa sobre ecologia, dinâmica de recursos aquáticos, aquicultura, comunidades planctônicas, macrófitas aquáticas, análises físico-química da qualidade da água, administrativo e educacional.

Referências

ANDRION. B. C. Substratos artificiais melhoram a qualidade da água em sistema de cultivo multitróficos e multiespaciais?. Dissertação (Mestrado em Aquicultura), Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, p. 12, 43 – 46. São Paulo. 2014.

AQUINO-PEREIRA, S.L.; QUADROS, M.; PORTO, W.S.; SANTOS, A.N.A. Características da piscicultura no município de Mucajaí - Roraima. In: IV Congresso Brasileiro de Aquicultura de Espécies Nativas. 2013.

ARAÚJO-LIMA, C.; GOULDING, M. So fruitful a fish: ecology, conservation and aquaculture of the Amazon’s tambaqui. New York: Columbia University Press, 191p. 1997.

ARIDE, P.H.R.; ROUBACH, R.; VAL, A.L. Tolerance response of tambaqui Colossoma macropomum (Cuvier) to water pH. Aquaculture Research.v. 38, n. 6, p. 588 – 594, 2007.

BALDISSEROTTO, B. Fisiologia de peixes aplicada à piscicultura. 2 ed. Santa Maria: Ed. da UFSM, 352p, 2009.

BASTOS, J. A. M.; PAIVA, M. P. Notas sobre o consumo de oxigênio do camarão “sossêgo”, “Macrobrachium jelskii” (Miers, 1877) Chace & Holtuis, 1948. Revista Brasileira de Biologia, 19 (4): 413-419. 1959.

BIALETZKI, A.; NAKATANI, K.; BAUMGARTNER, G. & BOND-BUCKUP, G. Occurrence of Macrobrachium amazonicum (Heller, 1862) (Decapoda, Palaemonidae) in Leopoldo’s Inlet (Ressaco do Leopoldo), upper Paraná river, Porto Rico, Parana, Brasil. Rev. Bras. Zool. 14(2):379-390. 1997.

BOYD, C. Water quality in ponds for aquaculture. Alabama Agricultural Experiment Station, Auburn University, Universidade da Califórnia, 482p, 1990.

BOYD, C.E.; TUCKER, C.S. Pond aquaculture water quality management. Kluwer Academic Publishers, Norwell. 700p. 1998.

BRASIL, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Produção da Pecuária Municipal. Brasília: IBGE, V. 41, p. 100, 2013.

BRASIL. Ministério da Pesca e Aquicultura. Boletim da Pesca e Aquicultura: Brasil 2010. Brasília, 2012. 129 p.

BRASIL. Resolução CONAMA nº 357/2005, de 17 de março de 2005. Dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, e dá outras providências. Oficial da União, 18 de março de 2005, p. 6 – 8.

BROWN, J.H.; WICKINS, J.F.; MACLEAN, M.H.. The effect of water hardness on growth and carapace mineralization of juveniles freshwater prawn Macrobrachium rosenbergii (deMan). Aquaculture, 95: 329-345. 1991.

CAMARGO, M.; LEÃO, J.; OLIVEIRA, A.; MÁRCIO, A.; SILVA, E.; ACÁCIO, F.; SILVA, G.; SAMPAIO, L.; VIANA, M.; ANTUNES, T.; SILVA, W. Matapi pet: uma nova proposta para a exploração sustentável do camarão amazônico macrobrachium amazonicum (Heller, 1862). UAKARI, 5 (1): 91-96, 2009.

CARVALHO, M. C. Alimentação do tambaqui jovem (Colossoma macropomum) e suas relações com a comunidade zooplanctônica do lago Grande-Manaquiri-Solimões-AM, Dissertação (Mestrado) – Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia, Fundação Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 91 p. 1981.

CASTRO, P. M. de.; SILVA, M. R. da. Caranguejos e Camarões (Crustacea: Decapoda) do Igarapé do Perdido, Apiaú, Mucajaí, Roraima. Boletim do Museu Integrado de Roraima, Roraima, 7 (1): 40 - 44. 2013.

CAVALCANTE, R. M.; CASTRO, P.M. Verificação das Potencialidades do Camarão de água doce Macrobrachium jelskii (Miers, 1877) com o cultivo em viveiros de tambaqui Colossoma macropomum no Município de Alto Alegre no Estado de Roraima. Revista Eletrônica, Ambiente, Gestão e Desenvolvimento. Universidade Estadual de Roraima. v. 6, p. 45-51, 2014.

CHEN, J.; CHIN, T. Joint action of ammonia and nitrate on tiger prawn Penaeus monodon postlarvae. Journal of the World Aquacultural Society. v. 19, n. 3, p. 143 – 148, 1988.

CHEN, J.; LIN, C.Y. Effectsof ammonia on growth and molting of Penaeus monodon juveniles. Comp. Biochem. Physiol.v.101C, n. 3, p. 449 – 452, 1992.

CIRILO, A. T. de O.; SANTOS, M. C.; NUNES, M. L. Caracterização física e nutricional do camarão “saburica” (Macrobrachium jelskii, Miers, 1877) e de produtos derivados. Scientia Plena, 7 (7):1-6, 2011.

COELHO, P. A.; PORTO, M. R.; BARRETO, A. do V.; COSTA, V. E. da. Crescimento emviveiro de cultivo do camarão canela (Macrobrachium amazonicum) (Decapoda, Palaemonidae) Revista brasileira. Zoologia, São Paulo. 1 (1): 45-49 . 1982.

COLLINS, P. A. A new distribution Record for Macrobrachium jelskii (Miers, 1877) in Argentina (Decapoda, Palaemonidae). Crustaceana, 73 (9): 1167-1169, 2002.

COLT, J.E.; ARMSTRONG, D.A. Nitrogen Toxicity to Crustaceans, Fish and Molluscs.In: L. Allen and E, Kinney, eds. Proceedings of the Bio-Engineereing Symposium for Fish Culture. Fish Culture Section of the American Fisheries Society, Bethesa, Mariland USA, 1981. p. 34-47.

COSTA, J. I. da. “Avaliação econômica e participação do plâncton no cultivo de tambaqui em viveiros com diferentes densidades de estocagem”. (Mestrado em Aquicultura), Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, p. 8. São Paulo. - SP . 2013.

COUTO, F. T.; MATEUS, L. A. de F.; BARROS, L. A.; MARTINS, M. V.; FABIAN, E. C..; MORAIS, M. A. V.; FARIA, A. A. de. Desempenho inicial de Piraputangas (Brycon hilarii Valenciennes, 1850), submetidas à diferentes densidades de estocagem em tanques-rede. Interdisciplinar: Revista Eletrônica da UNIVAR, 1(11): 158 -162, 2014.

DUPREE, H. K Feeding practices. In: ROBINSON, E. N., LOVELL. R T. Nutrition and feeding of channel catfish. Auburn: Southem Cooperative, 1984. p. 51-54.

ENGLE, C. R. Analysis economico dela production commercial de la Tilapia. Colossoma y Macrobrachium rosenbergii en mono y policultivo en panama. Revista Latinoamerica Acuiculture, Lima, v. 33, n. 1, p. 6-25, 1987.

FURUYA, W.M.; SOUZA, S.R. de; FURUYA, V.R.B.; HAYASHI, C.; RIBEIRO, R.P. Dietas peletizada e extrusada para machos revertidos de tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus L.), na fase de terminação. Ciência Rural, v.28, p.483 487, 1998.

GALLI, L.F.; TORLONI, C. E. Criação de peixes. 3. ed. São Paulo: Nobel, 1985. 119 p.

GOMES, L.C.; SIMÕES, L.N.; ARAÚJO-LIMA, C.A.R.M. Tambaqui (Colossoma macropomum). In: Baldisserotto, B.; Gomes, L.C. (Orgs.) Espécies nativas para piscicultura no Brasil. – 2 ed. – Santa Maria: Ed. da UFSM, p. 175 – 204. 2010.

GOULDING, M.; CARVALHO M.L. Life history and manegement of the tambaqui (Colossoma macropomum, Characidae) na important Amazonian food fish. Revista Brasileira Zoologia, Curitiba, v. 1, n. 2, p. 107-103, 1982.

GUEST, W.C. Laboratory life history of the palaemonid shrimp Macrobrachium amazonicum (Heller) (Decapoda, Palaemonidae). Crustaceana, v. 37, n. 2, p. 141-152, 1979.

GURGEL, J. J. S.; MATOS, M. O. M.. Sobre a criação extensiva do camarão-canela, Macrobrachium amazonicum (HELLER, 1862) nos açudes públicos do nordeste brasileiro. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE AQÜICULTURA, 3, São Carlos. Anais...p. 295–311. 1984.

HENRY-SILVA, G. G.; CAMARGO, A.F.M. Impacto das atividades de aqüicultura e sistemas de tratamento de efluentes com macrófitas aquáticas. Boletim do Instituto de Pesca. 34(1): 165 – 175. 2008.

HEPHER, B. Nutrition of pond fishes. Melbourne, Austrália: Cambridge University, 388p. 1988.

HOLTHUIS, L.B. A general revision of the Palaemonidae (Crustacea, Decapoda, Natantia) of the Americas. II. The subfamily Palaemonidae. Occasional Papers, Allan Hancock Foundation, 12:1-396. 1952.

HOSSAIN, M. A.; ISLAM, M. S. Optimization of stocking density of freshwater prawn Macrobrachium rosenbergii (de Man) in carp polyculture in Bangladesh. Aquaculture Research, Oxford, v. 37, n. 10, p. 994-1000, 2006.

IKETANI, G. C. Aspectos moleculares e reprodutivos da introdução e estabelecimento do camarão exótico M. rosenbergii (Crustáceo, decapoda) no Brasil. Dissertação de Mestrado em Biologia Ambiental Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil, 2012.

ISMIÑO-ORBE, R.A. Excreção e efeito da amônia sobre o crescimento do tambaqui (Colossoma macropomum Cuvier, 1818). Dissertação de Mestrado. Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Manaus. 29p. 1997.

JÚNIOR. Paulo Amaral. Policultivo de tambaqui (Colossoma macropomum) e camarão (Macrobrachium amazonicum) em diferentes densidades de estocagem. In: XX CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO AMAZONAS. 2010.

KUBITZA, F. Qualidade da água na produção de peixes. 3. ed. Jundiaí: Degaspari. 97p, 1999.

LIMA, A.F.; SILVA, A.P.; RODRIGUES, A.P.O.; BERGAMIN, G.T.; TORATI, L.S.; FILHO, M.X.P.; MACIEL, P.O. Qualidade da água: piscicultura piscicultura. Embrapa Pesca e Aquicultura. 8p. 2013.

LUTZ, C. G. Polyculture: principles, practices, problems and promise. Aquaculture Magazine. v. 29, p.34-39. 2003.

MAGALHÃES, C. 1999. Filo Arthropoda, Subfilo Crustacea, Ordem Decapoda In: ISMAEL, D.; VALENTI, W.C.; ROCHA, O.; MATSUMURA-TUNDISI, T. (Editores) 1999. Invertebrados Dulciaquícolas. São Paulo, FAPESP (vol. 4 da coleção “Biodiversidade do Estado de São Paulo, Brasil: síntese do conhecimento ao final do século XX”, organizada por Joly, C.A. & Bicudo, C.E.M). p. 125-134.

MARTINS. T. P. Respostas secundárias ao estresse em alevinos de tambaqui (Colossoma macropomum) submetidos a diferentes densidades de estocagem durante a recria em viveiros escavados. Universidade Federal do Amanzonas. Manaus – AM, 35 p. 2010.

MASSER, M. P.; CICHRA E.; GILBERT, R. J. Fee-fishing ponds: management of food fish and water quality. Southern Regional Aquaculture Center, volume 480, 1-8, 1993.

MELO, A.G.S. Manual de identificação dos crustáceo Decapoda de Água doce do Brasil. Museu de Zoologia, São Paulo: Edições Loyola, 2003.

MONTOYA, J. V. 2003. Freshwater shrimps of the genus Macrobrachium associetd with roots of Eichhornia crassipes (Water Hyacinth) in the Orinoco Delta (Venezuela). Carribean Journal of Science, 39 (1): 155-159, 2003.

MORAES-RIODADES, P. M. C. Cultivo Do Camarão-da-Amazônia, Macrobrachium amazonicum (HELLER, 1862) (Crustacea, Decapoda, Palaemonidae) em diferentes densidades: Fatores Ambientais, Biologia Populacional e Sustentabilidade Econômica. Tese (Doutora em Aquicultura) Universidade Estadual Paulista, São Paulo, p. 18 – 22, 2005.

MORAES-RIODADES, P. M. C.; VALENTI, W. C. 2001. Freshwater Prawn Farming in Brazilian Amazonia Shows Potential for Economic and Social Development. Global Aquaculture Advocate, 4 (5):73-74.

MORAES-RIODADES, P. M. C.; VALENTI, W. C.; PERALTA, A. S. L.; AMORIM, M. D. L. 1999. Carcinicultura de água doce no Estado do Pará: situação atual e perspectivas. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE PESCA, 9 e CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE ENGENHARIA DE PESCA, 1, 1999, Recife. Anais... Recife, AEP-PE, FAEP-BR. p. 598 – 604.

MORAES-RIODADES, P. M.C.; VALENTI, Wagner C. Crescimento relativo do camarão canela Macrobrachium amazonicum (Heller) (Crustacea, Decapoda, Palaemonidae) em viveiros. Revista Brasileira de Zoologia. Curitiba, 19 (4): Dec. 2002.

MORAES-RIODADES, P.M.C.; KIMPARA, J.M.; VALENTI, W.C. Effect of the Amazon river prawn Macrobrachium amazonicum culture intensification on ponds hydrobiology. Acta Limnologica Basiliensia. 18: 311 – 319. 2006.

MORAES-VALENTI, P.; MORAIS, P.A.; PRETO, B.L.; VALENTI, W.C. Effect of density on population development in the Amazon River prawn Macrobrachium amazonicum. Aquatic Biologic. Inter-Research, (9): 291 – 301. 2010.

MOREIRA, H. L. M.; VARGAS, L.; RIBEIRO, R. P.; ZIMMERMANN, S. Fundamentos da moderna aquicultura. Canoas: Ed. ULBRA, 200 p. 2001.

NEW, M. B.; WICKINS. J. F. LEE. D. & O’C. Farming freshwater prawns. A manual for the culture of the giant river prawn (Macrobrachium rosenbergii). FAO Fisheries Technical Paper. No. 428. Rome, FAO. 212 p. 2002.

NEW, M. B. History and global status of freshwater prawn farming. In: NEW, M. B. & VALENTI, W. C. (ed.) Freshwater Prawn Farming: The Farming of Macrobrachium rosenbergii. Oxford, Blackwell Science. p. 01-11. 2000.

NEW, M.B. Farming freshwater prawns: a manual for the culture of the Giant River prawn (Macrobrachium rosenbergii). FAO Fisheries Technical Paper (428). FAO, Rome. 212p. 2002.

ODINETZ-COLLART, O. La pêche crevettière de Macrobrachium amazonicum(Palaemonidae) dans le Bas-Tocantins après la fermeture du barrage de Tucurui. Rev. Hydrobiol. Trop. 20 (2):131-144. 1987.

ODINETZ-COLLART, O.; MOREIRA, L.C. Potencial pesqueiro do camarão Macrobrachium amazonicum na Amazônia Central (Ilha do Careiro). Amazoniana, 12(3/4): 399-413. 1993.

OLIVEIRA. W. de S. Efeito da proporção sexual no comportamento reprodutivo do camarão-de-água-doce Macrobrachium amazonicum em cativeiro. Dissertação (Mestrado em Ciências Pesqueiras nos Trópicos) Universidade Federal do Amazonas, Manaus, p. 25 – 29, 2010.

OSTRENSKY, A.; BOEGER, W. Piscicultura: fundamentos e técnicas de manejo. Guaíba. Livraria e Editora Agropecuária, p. 13 – 20, 1998.

PAVANELLI, C. A. M. Viabilidade Técnica e Econômica da Larvicultura do Camarão-da-Amazônia, Macrobrachium Amazonicum, em Diferentes Temperaturas. Dissertação (Mestrado em Aquicultura). Universidade Estadual Paulista, São Paulo, p. 12, 2010.

PAYNE, A.I. The ecology of Tropical Lakes and Rivers . New York, John Wiley. 301p. 1986.

PEREIRA, L. P. F.; MERCANTE, C. T. J. A amônia nos sistemas de criação de peixes e seus efeitos sobre a qualidade da água – uma revisão. Boletim do Instituto de Pesca, volume 31(1): 81-88, 2005.

PÉREZ, A. G.; ALSTON, D. E. Comparisons of male and female morphotypes distribution of freshwater prawn, Macrobrachium rosenbergii, in monoculture versus polyculture with Nile Tilapia, Oreochromis niloticus. Caribbean Journal of Science, Mayaguez, v. 36, n. 3-4, p. 340-342, 2000.

PETERSEN, R. L.. Policultivo de tilápia + camarão marinho: uma realidade equatoriana em 2007. Panorama da Aqüicultura. v.17, n.102, p.49 – 53. 2007.

PIMENTEL. F. R. TAXONOMIA DOS CAMARÕES DE ÁGUA DOCE (CRUSTACEA: DECAPODA: PALAEMONIDAE, EURYRHYNCHIDAE, SERGESTIDAE) DA AMAZÔNIA ORIENTAL: ESTADOS DO AMAPÁ E PARÁ. Manaus. 68 e 71p. 2003.

PORTO, L. A. C. Estudo Morfológico em Populações do Complexo Macrobrachium amazonicum (Heller, 1862) (Crustácea, Decapoda, Palaemonidae) em Diferentes Bacias Hidrográficas Brasileiras. Tese de Doutorado Instituto de Biociência, Universidade de São Paulo. USP, São Paulo, SP. 151 p. 2004.

RANA, K. J. 1997. Guidelines on the collection of structural aquaculture statistics. Supplement to the Programa of the world censos of africulture 2000. FAO Statistics development Series, 5b. Roma, FAO 56p.

RESENDE, E. K. de. Pesquisa em rede em aquicultura: bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil. Aquabrasil. Revista Brasileira Zootecnia, Viçosa, vol.38 (esp.), p. 52-57, 2009.

RODRIGUES, C. G. Cultivo Multitrófico e Multiespacial do Camarão-da-Amazônia e Tilápia-do-Nilo, com e sem o uso de Substratos. Dissertação (Mestrado em Aquicultura) Universidade Estadual Paulista, São Paulo, p. 27, 2013.

SAINT-PAUL, U. Diurnal routine O2 consumption at different O2 concentrations by Colossoma macropomum and Colossoma brachypomum (Teleostei: Serrasalmidae). Comparative Biochemistry and Physiology. v. 89A, p. 675 – 682, 1988.

SANTOS, M.J.; VALENTI, W.C. Production of nile tilapia, Oreochromis niloticus, and freshwater prawn, Macrobrachium rosenbergii, stocked at different densities in polyculture systems in Brazil. Journal of the World Aquaculture Society. v. 33, p. 369 – 376. 2002.

SANTOS, M.J.M. dos. Policultivo de Tilápias (Oreochromis niloticus) e Camarão de água doce (Macrobrachium rosenbergii) em Sistema Semi-Intensivo de Produção. Dissertação de Mestrado em Aquicultura, Universidade Estadual Paulista, São Paulo, p. 20 – 26, 2001.

SEBRAE/RR (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Roraima). Manual de conhecimento de tecnologias em gestão na piscicultura empresarial e cultivo do tambaqui em Roraima. – Boa Vista: SEBRAE/RR, 52p, 2012.

SILVA, A.M.D.; GOMES, L.C.; ROUBACH, R. Growth, yield, water and effluent quality in ponds with different management during tambaqui juvenile production. Pesquisa Agropecuária Brasileira. v. 42, n. 5, p. 733 – 740, 2007.

SOUZA, B. E. de; STRINGUETTA, L. L.; BORDIGNON, A. C.; BOHNENBERGER, L.; BOSCOLO, W. R.; FEIDEN, A. Policultivo do camarão de água doce Macrobrachium amazonicum (Heller, 1862) com a Tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) alimentadas com rações peletizada e farelada. Zootecnia. 30(1), pag 225 – 232, 2009.

MISHRA, S.; RATH, S.C. Environmental Implications of Aquaculture. Aquaculture Asia, Tailândia, Vol. 4: 33-36. 1999.

TIMMONS, M.B., EBELING, J.M., WEATHON, F.W., SUMMERFELT, S.T.; VINCI, B.J.. Recirculating aquaculture system. 2nd ed. Cayuga Aqua Ventures, Ithaca. 769p. 2002.

VALENTI, W. C. A aqüicultura Brasileira é sustentável? Aqüicultura & Pesca. 34(4): 36-44. 2008.

VALENTI, W. C. Cultivo de Camarões de água doce. Viçosa, MG. CPT, Manual Técnico, 2005.

VALENTI, W.C. Aquicultura sustentável. In: Congresso de Zootecnia, 12o, Vila Real, Portugal, 2002, Vila Real: Associação Portuguesa dos Engenheiros Zootécnicos. Anais. p.111-118, 2002.

VALENTI, W.C. Camarão de Água doce como Agronegócio. In: ANAIS DO I CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE AQUICULTURA E BIOLOGIA AQUÁTICA, Vitória, SC, Brasil. Anais... Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática, 2004.

VALENTI, W.C. Carcinicultura de água doce. Brasília: Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. 1998.

VALENTI, W.C. Cultivo de Camarões de Água Doce. São Paulo, Nobel, 82 p. 1985.

VERGAMINI, F. G.; PILEGGI, L. G. & MANTELATTO, F. L. Genetic variability of the Amazon River prawn Macrobrachium amazonicum (Decapoda, Caridea, Palaemonidae). Contrib. Zool. 80: 67-8. 2011.

VETORELLI, M. P. Viabilidade Técnica e Econômica da Larvicultura do Camarão-da-Amazônia, Macrobrachium Diferentes Densidades de Estocagem. Dissertação (Mestrado em Aquicultura) Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 90 p., 2004.

VINATEA ARANA, L. Qualidade da água em aquicultura: princípios e práticas. 3 ed.. Florianópolis: Ed. da UFSC, 238p., 2010.

WEDEMEYER, G.; YASUTAKE, W. Prevention and treatment of nitrite toxicity in juvenile steelhead trout (Salmo gairdneri). Journal of Fisheries Research Board of Canada, n. 35, p. 822 – 827, 1978.

WILLINER, V.; COLLINS, P. Variacion espacio-temporal de la actividad del camaron dulceacuicola Macrobrachium jelskii (Miers, 1877) (Crustacea, Decapoda, Palaemonidae). Ecologia, Austrália, v. 12 , n. 1, p. 3-10. 2002.

PORTO, W. S: AQUINO-PEREIRA, S. L.; LOVATO, L; SOUZA, K. F. de: RIBEIRO, S. Frequência alimentar para alevinos de tambaqui com duas formas de administração da ração. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima, 2014.

ZIMMERMANN, S. Aquicultura de camarões de água doce: desenvolvimento e perspectivas no Estado do Rio Grande do Sul. Logos, Rio de Janeiro, v. 3, n. 1, p. 55-60, 1991.

Downloads

Publicado

2020-10-13

Como Citar

CAVALCANTE, R. M.; PEREIRA, S. L. A.; PORTO, W. S.; NASCIMENTO, M. S. do. DENSIDADE DO CAMARÃO DO GÊNERO Macrobrachium BATE, 1868 SOBRE O DESEMPENHO DO TAMBAQUI (Colossoma macropomum (CUVIER, 1818)). Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 13, n. 2, p. 25-43, 2020. DOI: 10.24979/ambiente.v13i2.377. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/377. Acesso em: 28 out. 2020.

Edição

Seção

Ciências Exatas e Agrárias