A SINGULARIDADE DE CADA CASO

UMA ANÁLISE QUANTITATIVA DO PROJETO DE ASSENTAMENTO AJARANI EM IRACEMA-RORAIMA

Autores

  • João Henrique Rocha Universidade Federal de Pelotas
  • Sheila Mangoli Rocha Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.24979/221

Palavras-chave:

Políticas públicas, Reforma agrária, Agricultura familiar

Resumo

Roraima tem no setor primário uma importante fonte de ocupação e geração de renda, o que implica na importância da viabilização dos projetos de assentamentos como referência de reprodução das famílias agricultoras. Os assentamentos rurais constituem a mais expressiva configuração sócioprodutiva do Estado de Roraima e sua participação relativa na distribuição das terras supera a área ocupada com imóveis rurais. Por outro lado, a realidade social e econômica dos assentados reflete condições precárias de vida e de produção, associadas a um perfil de  população carente e detentora de baixos índices de qualidade de vida. O caso do assentamento Ajarani no município de Iracema é descrito e avaliado do ponto de vista quantitativo. As conclusões são de alta desuniformidade e variabilidade das categorias de análises que sustentam o projeto de assentamento nas variáveis estudadas, o que pode se constituir em importantes informações para o exercício de políticas públicas aplicadas ao meio rural do Norte do país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-01-10

Como Citar

ROCHA, J. H.; ROCHA, S. M. A SINGULARIDADE DE CADA CASO: UMA ANÁLISE QUANTITATIVA DO PROJETO DE ASSENTAMENTO AJARANI EM IRACEMA-RORAIMA. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 33–44, 2014. DOI: 10.24979/221. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/221. Acesso em: 19 jun. 2021.

Edição

Seção

Artigos - Seção Varia