Os organismos internacionais e as políticas públicas para o ensino superior

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24979/ambiente.v15i2.1128

Palavras-chave:

Organismos internacionais, Políticas públicas, Ensino superior

Resumo

O texto é parte da disciplina Educação, Estado e Políticas Públicas, cursada no Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGE/UFAM. Trata-se de um Ensaio de caráter bibliográfico no qual procuramos refletir a partir de uma perspectiva sociológica sobre o papel dos Organismos Internacionais e suas influências e/ou interferências nas Políticas de Ensino Superior no Brasil. Com efeito, o trabalho está dividido em quatro seções, que incluem a introdução e a conclusão: na primeira parte tratamos sobre os Organismos Internacionais e suas influências nas Políticas Públicas de Ensino Superior; na segunda parte, fizemos incursões no contexto das Políticas Públicas de Ensino Superior e suas relações com os governos e os partidos políticos a partir das diretrizes do grande capital capitaneadas pelo Banco Mundial e por suas organizações subsidiárias. E, finalmente, na conclusão, buscamos relacionar a reflexão sobre as questões tratadas no artigo ao papel da interiorização do Ensino Superior.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Waldemar Moura Vilhena Júnior, Universidade Estadual de Roraima/UERR

Bacharel em Ciências Sociais com habilitação em Sociologia pela Universidade Federal de Roraima - UFRR; Licenciado em Ciências Sociais pela UFAM; Mestre em Políticas Públicas de Educação - PPGE/FACED/UFAM. Experiências com Extensão Rural e Reformas Agrária. Interesse na Área das Ciências Humanas - Sociologia Rural, Extensão Rural, Filosofia da Educação, Educação do Campo e Formação de Professores na Perspectiva Interdisciplinar. Trabalhos desenvolvido com a Educação do Campo no Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária - PRONERA e assessoria em um projeto de Formação Continuada de Professores de Ensino de Ciências. Consultor do Território da Cidadania Sul de Roraima. Desenvolvemos atividades junto ao Projovem Campo - Saberes da Terra. Professor substituto do curso de Licenciatura em Educação do Campo - LEDUCAR da Faculdade de Educação da UFRR. Coordenador de eixo do Curso de Especialização em Educação do Campo da Universidade Estadual de Roraima. Ocupou a função de Diretor no Instituto de Amparo a Ciência Tecnologia e Inovação do Estado de Roraima- IACTI - RR. Professor da Universidade Estadual de Roraima - UERR. Doutorando no Programa EDUCANORTE.

Referências

ABRANCHES, S. Presidencialismo de coalizão: o dilema institucional brasileiro. Dados, Rio de Janeiro, v. 31, p. 5-38, 1988.

ADORNO, T; HORKHEIMER, M. Dialética do Esclarecimento: fragmentos filosóficos. Trad. Guido A. de Almeida. Rio de Janeiro: Zahar, 1985.

ALMEIDA FILHO, Naomar de. Universidade Nova: textos críticos e esperançosos. Salvador: EDUFBA, 2007.

BEHRING, E. R; BOSCHETTI, I. Política Social: fundamentos e história. 9.a ed. São Paulo: Cortez, 2011.

DIAS, Reinaldo. Políticas Públicas: princípios, propósitos e processos. Reinaldo Dias, Fernando Matos. São Paulo: Atlas, 2012.

DIAZ, Martha Melizza Ordóñez; MENDONZA, Brigitte Julieth Rodríguez. Influencia de los organismos internacionales en las reformas educativas de Latino América. Educación y Ciudad. No. 34 Enero - Junio de 2018 ISSN 0123-425 Web-online 2357-6286 pp. 101-112. DOI: https://doi.org/10.36737/01230425.v0.n34.2018.1879

DI GIOVANNI, G. As estruturas elementares das políticas públicas. Caderno de pesquisa, Campinas, n.o 82, 2009.

FIGUEIREDO, A. Government coalitions Brazilian democracy. Brazilian Political Science Review, v. 1, n.o 1, p. 182-216. 2007.

HARVEY, David. A Loucura da Razão Econômica: Marx e o capital no século XXI. Trad. Artur Renzo. 1.a Ed. São Paulo: Boitempo, 2018.

MONTANO, C.; DURIGUETTO, M. L. Estado, Classe e Movimento Social. Carlos Montano, Maria Lúcia Duriguetto. 3.ª Ed. São Paulo: Cortez, 2011.

PEREIRA, J. M. M. As ideias do poder e o poder das ideias: o Banco Mundial como ator político-intelectual. Revista Brasileira de Educação v. 19, n.o 56 jan.-mar. 2014. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-24782014000100005

PRATES, Antonio A. P. Desigualdade e expansão do ensino superior na sociedade contemporânea: o caso brasileiro do final do século XX ao princípio do século XXI. 1.a ed. Belo Horizonte MG: Fino Traço, 2014.

SOUZA, Jessé. A Elite do Atraso: da escravidão a Bolsonaro. Rio de Janeiro: Estação, 2019.

Downloads

Publicado

30/12/2022

Como Citar

VILHENA JÚNIOR, W. M. Os organismos internacionais e as políticas públicas para o ensino superior. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 15, n. 2, p. 32–40, 2022. DOI: 10.24979/ambiente.v15i2.1128. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/1128. Acesso em: 29 mar. 2023.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)