INOVANDO O ARTESANATO COM ESCAMAS DE PEIXES: TINGIMENTO NATURAL E MARCA.

Autores

  • Weruska de Melo Costa
  • Mariana Cristina Mourão Veiga
  • Juliana Maria Aderaldo Vidal
  • Maria Alice Rocha

DOI:

https://doi.org/10.24979/152

Resumo

RESUMO: Este trabalho demonstrou como os extratos vegetais atuam na coloração e na fixação da cor em escamas de peixe utilizadas por comunidades de pescadoras na produção de artesanato e adequar práticas em design e marca. O método de investigação adotado foi a pesquisa laboratorial, a partir de diferentes concentrações de chás e de participação da comunidade no desenvolvimento e escolha da marca. As oficinas possibilitaram o uso dos materiais para a produção, das técnicas artesanais e da relação local, evidenciando o potencial para se promover a sustentabilidade ambiental e a geração de renda. Os resultados demonstraram que a intervenção do design na produção artesanal valoriza a riqueza dos resíduos pesqueiros. As flores de escamas tingidas foram aplicadas ao artesanato e inseridas no contexto local. Através da marca, a comunidade poderá adquirir visibilidade e incorporação de uma nova atividade em sua cultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-12-07

Como Citar

DE MELO COSTA, W.; MOURÃO VEIGA, M. C.; ADERALDO VIDAL, J. M.; ROCHA, M. A. INOVANDO O ARTESANATO COM ESCAMAS DE PEIXES: TINGIMENTO NATURAL E MARCA. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 11, n. 01, p. 85–102, 2018. DOI: 10.24979/152. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/152. Acesso em: 24 jun. 2021.