Espécies vegetais utilizadas como pasto apícola por abelhas Apis mellifera L. (Hymenoptera, Apidae) em área de savana de Roraima, Brasil

Autores

  • Silvio José Silva Museu Integrado de Roraima - MIRR
  • Gardênia Cabral Universidade Federal de Roraima
  • Cice Maduro Museu Integrado de Roraima - MIRR
  • Edymeico Maciel Universidade Federal de Roraima

DOI:

https://doi.org/10.24979/bolmirr.v14i01.994

Palavras-chave:

Apicultura, pólen, néctar. Amazonia

Resumo

As abelhas Apis mellifera são mundialmente conhecidas por produzirem grandes quantidades de mel e por serem polinizadoras de diversas espécies vegetais nativas e cultivadas. Além do néctar, que é transformado em mel nas colmeias, A. mellifera também coletam pólen e resinas. O conhecimento das plantas úteis as abelhas para sustento e produção é de fundamental importância nos empreendimentos apícolas. Este trabalho apresenta uma relação de plantas visitadas pelas abelhas para coleta de pólen e néctar. As espécies vegetais, em um raio de 2000 metros das colmeias, foram observadas com o objetivo de verificar se havia visitação pelas abelhas A. mellifera e quais os materiais coletados, se pólen e/ou néctar. Ao final do trabalho foram coletadas 48 espécies vegetais distribuídas em 26 famílias. As Famílias Mimosaceae, Caesalpiniaceae, Sterculiaceae e Pontederiaceae foram as mais visitadas, respectivamente, com 6, 6, 4 e 3 espécies. Nove espécies foram visitadas apenas para coleta de pólen, 22 exclusivamente para néctar e 17 para ambos, pólen e néctar. Quanto ao porte, 41% das espécies foram de árvores, 21% ervas, 17% plantas aquáticas, 15% arbustos e 6% trepadeiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Arquivos adicionais

Publicado

07/11/2021

Como Citar

SILVA, S. J. .; CABRAL, G. .; MADURO, C. . .; MACIEL, E. . Espécies vegetais utilizadas como pasto apícola por abelhas Apis mellifera L. (Hymenoptera, Apidae) em área de savana de Roraima, Brasil. Boletim do Museu Integrado de Roraima (Online), Brasil, v. 14, n. 01, p. 50–61, 2021. DOI: 10.24979/bolmirr.v14i01.994. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/bolmirr/article/view/994. Acesso em: 27 out. 2021.