COVID-19 E CUIDADOS PALIATIVOS

UMA ANÁLISE NETNOGRÁFICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24979/ambiente.v1i1.808

Palavras-chave:

Crise humanitária, Cuidados paliativos, Covid-19, Morte solitária

Resumo

A pandemia de covid-19 é considerada uma peste contemporânea que assusta por seu ineditismo e imprevisibilidade ao atacar os corpos sem piedade, atingindo-os sem distinção de qualquer natureza. A investigação tem como objetivo o entendimento sobre a morte solitária, a partir da interação estabelecida em grupos formados na rede social durante o processo de avanço da pandemia em território nacional. Assim, desenvolveu-se uma investigação qualitativa, bibliográfica, documental e exploratória com base na análise netnográfica visando à apreensão dos núcleos temáticos significativos. Os grupos sociais analisados se sentem como “reféns em uma guerra’. O que está em jogo não é o medo da morte, mas a constatação da fragilidade humana diante da concretude da finitude. A vida é posta em perigo e a noção de direito à vida para todos requer ressignificação. Conclui-se que os cuidados paliativos devem estar disponíveis para os doentes que deles precisam. O estudo aponta como desdobramento o necessário aprofundamento do tema cuidados paliativos e o atendimento as demandas profissionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andrea Frossard, Instituto Nacional de Câncer/INCA

Possui graduação em Serviço Social pela Universidade Veiga de Almeida (1984), Especialização em Metodologia do Serviço Social pela Universidade Federal Fluminense (1989), Mestrado em Serviço Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1995) e Doutorado em Serviço Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003) com período sanduíche na Universidade da República do Uruguai (2002). Possui trabalhos em eventos internacionais e nacionais. Professora e pesquisadora , coordena o Núcleo de Estudos Integrados em Cuidados Paliativos do INCA IV. É membro do Grupo de Estudo e Pesquisa em Cuidados Paliativos (GEPCP) FIOCRUZ. Atuação nos temas: Oncologia , Cuidados Paliativos, Linguagem e Direitos Humanos. Concluiu Estágio Pós-doutoral junto ao Programa de Pós -Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas, da Universidade Federal de Santa Catarina (2013).

Aline Baptista de Aguiar, Instituto Nacional de Câncer/INCA

Assistente Social. Bolsista de Aperfeiçoamento I em Pesquisa do INCA IV

Erika Fontes, Instituto Nacional de Câncer/INCA

Assistente Social. Especialista em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas. 

Referências

ACADEMIA NACIONAL DE CUIDADOS PALIATIVOS (ANCP). Portal. 2020. Disponível em: https://paliativo.org.br/. Acesso em: 15 abr. 2020.

ACIOLY, L; PINTO, E. C.; CINTRA, M. A. M. As relações bilaterais Brasil-China. A ascensão da China no sistema mundial e os desafios para o Brasil. Comunicados do IPEA. v. 85. Brasília: IPEA, 2011.

BIROLI, F. Novo coronavírus, responsabilidade e precariedade. Texto Online, abr. 2020. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2020/04/novo-coronavirus-responsabilidade-e-precariedade.shtml. Acesso em: 8 abr.2020.

BRASIL. Associação Brasileira de Cemitérios. Abredif: Brasília, mar. 2020. Disponível em: https://pdfhost.io/v/xKql4I5HX_oficio_COVID19_ABR_23mar_2020.pdf. Acesso em: 2 abr.2020.

_______. Ministério da Saúde. Manejo de corpos no contexto do novo coronavírus – COVID-19. Ministério da Saúde: Brasília, mar. 2020. Disponível em: https://www.saude.gov.br/images/pdf/2020/%20marco/25/manejo-corpos-coronavirus-versao1-25mar20-rev5.pdf%3E. Acesso em: 2 abr.2020.

______. IBGE. Síntese de Indicadores Sociais: indicadores apontam aumento da pobreza entre 2016 e 2017. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/23298-sintese-de-indicadores-sociais-indicadores-apontam-aumento-da-pobreza-entre-2016-e-2017. Acesso em: 10 abr.2020

BRAZ, M. S.; FRANCO, M. H. P. Profissionais paliativistas e suas contribuições na prevenção de luto complicado. Psicol. cienc. prof., v. 37, n. 1., Brasília, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1982-3703001702016. Acesso em: 5 abr.2020.

CLARK, P. Y.; JOSEPH, D. M.; HUMPHREYS, J. Cultural, psychological, and spiritual dimensions of Palliative Care in humanitarian crises. Oxford, UK, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1093/med/9780190066529.003.0016. Acesso em: 5 abr.2020.

CRISPIM, D. et al. Notícias de óbito em diferentes cenários da pandemia. Texto online, mar. 2020. Disponível em: https://ammg.org.br/wp-content/uploads/comunica%C3%A7%C3%A3o-COVID-19.pdf.pdf. Acesso em: 8 abr.2020.

FROSSARD, A.; MILLER, T. C. C. Cuidados Paliativos Oncológicos: o cuidar na perspectiva dos profissionais de saúde. Revista Sustinere, v. 7, n.2. Rio de janeiro: UERJ, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.12957/sustinere.2019.36461. Acesso em: 8 abr.2020.

FONTELES, J. Crise de covid-19 testa limites do neoliberalismo. Poder 360. Disponível em: https://www.poder360.com.br/opiniao/coronavirus/crise-de-covid-19-testa-limites-do-neoliberalismo-diz-julia-fonteles/. Acesso em: 24 abr. 2020.

FRANCO, M. H. P. The brazilian ways of living, dying and grieving. In: CACCIATORE, J.; DEFRAIN, J. (org.) The World of Bereavement; cultural perspectives on death and families. New York: Springer, 2015, p. 147-158.

KARNAL, L. O mundo pós-pandemia. Programa de Entrevista CNN Brasil, 18 abr. 2020. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=pDMAfc1ya1M&t=1250s. Acesso em: 27 abr. 2020.

KOZINETS, RV. Netnography: Doing Ethnographic Research Online. Los Angeles, USA: Sage, 2010.

KOVACKS, MJ. Educação para a Morte. São Paulo: Casa do Psicólogo – FAPESP, 2003.

KESSLER, David. Finding Meaning: The Sixth Stage of Grief. USA: Scribner editora, 2019.

_______________. That Discomfort You’re Feeling Is Grief. Entrevista concedida a BERINATO, S. USA. Harvard Business Rewiew, 2020. Disponível em: https://hbr.org/2020/03/that-discomfort-youre-feeling-is-grief?fbclid=IwAR15Krt5K5ft7Z68YGc3UupWufU0vazApv5JZibt0Qk-SZt7fsTxH53kHdA#comment-section. Acesso em: 23abr. 2020.

KRAKAUER, EL; DAUBMAN, BR; AlOUDAT,T; BHADELIA, N; BLACK,L; JANJANIN,S; KHAN, F. Hazards, Political or Ethnic Conflict, Epidemics of LifeThreatening Infections, and Other Humanitarian Crises. Oxford- UK, 2019.

Doi: 10.1093/med/9780190066529.003.0002.

PIRES, LN; CARVALHO, L; XAVIER, LL. Covid-19 e Desigualdade: a distribuição dos fatores de risco no Brasil. ResearchGate. USP, 2020. Doi:10.13140/RG.2.2.27014.73282

SANTOS, Sidnei Ferreira dos. A Construção do Mercado Funerário no Brasil: agentes, instituições e estratégias de negócios. 2019. 112f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Araraquara, 2019.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Integrating Palliative Care & Symptom Relief into Responses to Humanitarian Emergencies & Crises: a WHO Guide. Geneva: World Health Organization; 2018.

VIEIRA, FS. Crise econômica, austeridade fiscal e saúde: que lições podem ser aprendidas? Brasília: Ipea, 2016.

Downloads

Publicado

2020-09-16

Como Citar

FROSSARD, A. G. de S.; AGUIAR, A. B. de; FONTES, E. COVID-19 E CUIDADOS PALIATIVOS: UMA ANÁLISE NETNOGRÁFICA. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 140–152, 2020. DOI: 10.24979/ambiente.v1i1.808. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/808. Acesso em: 15 maio. 2021.