ASPECTOS SOCIOAMBIENTAIS NA ÁREA DE VISITAÇÃO PÚBLICA

REDES DO TUPÉ EM MANAUS ESTADO DO AMAZONAS

Autores

  • Maria das Graças Garcia Universidade Federal do Amazonas
  • José Barbosa Filho Universidade Federal de Santa Catarina
  • Suzete Araujo de Lira Universidade Estadual de Roraima

DOI:

https://doi.org/10.24979/217

Palavras-chave:

instrumentos, Atrativos, Pressão urbana, Desenvolvimento, Turismo em reserva

Resumo

Este estudo centralizar-se na análise a respeito dos os aspectos socioambientais na área de visitação pública, denominada REDES do Tupé, a fim de subsidiar como está a conservação, e a  gestão das comunidades locais, determinar as estratégias para se atingir o estado da arte desejado e sustentável. Pretendemos mostrar fatos relevantes e as dificuldades enfrentadas, por  comunitários e gestor, sendo este o responsável pelo setor público, em dar sustentação aos programas ambientais em Reserva de Desenvolvimento Sustentável ou RDS, e por fim descrever as  dificuldades advindas de problemas ambientais locais. Principalmente ao que tange na execução das atividades de fiscalização, contenção dos avanços urbanos sobre a unidade, seus impactos  e degradação. A metodologia utilizada foi o levantamento de dados em bibliográficos, teses e dissertações, informações na SEMMAS, finalizando com visita técnica in loco, com entrevistas a  comunitários previamente contatados. Foram feitos verificações dos aspectos físicos e ambientais locais, bem como fotografados, analisados e descritos, estatisticamente. O artigo se justifica,  para que se compreenda e se conheça um pouco sobre a REDES do Tupé, de como vive as seis comunidades, o entorno, e sua população, uma vez que as Reservas de Desenvolvimento  Sustentáveis são consideradas instrumentos importantes na eficiência e eficácia da promoção na proteção e conservação da biodiversidade. Sendo a REDES do Tupé considerada a maior  unidade de proteção ambiental do Município de Manaus, com extensão de 12 mil hectares de terra, com uma população residente estimada em 1.400 indivíduos internos, e outros 3.000 vivendo nas bordas desta RDS nos últimos anos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-01-01

Como Citar

GARCIA, M. das G.; FILHO, J. B.; LIRA, S. A. de. ASPECTOS SOCIOAMBIENTAIS NA ÁREA DE VISITAÇÃO PÚBLICA: REDES DO TUPÉ EM MANAUS ESTADO DO AMAZONAS. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 5, n. 1, p. 132–147, 2013. DOI: 10.24979/217. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/217. Acesso em: 16 jun. 2021.

Edição

Seção

Artigos - Seção Varia