A COPRODUÇÃO E AS REDES SOCIAIS COMO FACILITADORES NA PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE

Autores

  • Paulo Sérgio Cardoso da Silva Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.24979/208

Palavras-chave:

Coprodução, Redes sociais, Meio ambiente, Participação social

Resumo

Tendo em vista que as sociedades atuais possuem uma carga de demanda muito superior do que sua capacidade resolutiva permite, mecanismos de participação social vêm se mostrando como uma boa alternativa de promoção de bens e serviços públicos. Se antes os cidadãos eram meros espectadores, hoje se mostram como seres ativos do sistema, compartilhando funções  com outros atores a fim de resolver as demandas da sociedade. Dentre elas estão as questões ambientais. Utilizar- se de conceitos como coprodução e redes sociais no aprimoramento das   relações socioambientais ainda parece ser um desafio nos dias atuais. Dessa forma, este artigo se propõe a confrontar questões como a preservação ambiental e os possíveis mecanismos viáveis para o mesmo. A formalização dessas ações, por sua vez, pode ser visualizada por meio da criação dos Conselhos de Meio Ambiente, onde diferentes atores pensam e planejam juntos em soluções em prol da preservação ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-01-01

Como Citar

DA SILVA, P. S. C. A COPRODUÇÃO E AS REDES SOCIAIS COMO FACILITADORES NA PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 5, n. 1, p. 3–10, 2013. DOI: 10.24979/208. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/208. Acesso em: 16 jun. 2021.

Edição

Seção

Artigos - Seção Varia