EDUCAÇÃO PARA TRANSFORMAÇÃO: EMPODERAMENTO FEMININO ALICERÇADO NOS PRINCÍPIOS DA AGROECOLOGIA

Autores

  • Márcia Gilmara Marian VIEIRA Universidade do Vale do Itajaí
  • Oscar Benigno IZA Universidade do Vale do Itajaí
  • Ana Carolina Gelschleiter BORGES Universidade do Vale do Itajaí
  • Camila KORZ Universidade do Vale do Itajaí

DOI:

https://doi.org/10.24979/158

Resumo

O Projeto de Extensão Educação para Transformação: meio ambiente, saúde e gênero, surgiu com o propósito de diminuir o consumo de agrotóxico no município de Itajaí, Santa Catarina, por conta do efeito nocivo que gera aos organismos. O projeto visa o empoderamento das mulheres agricultoras do município de Itajaí, trabalhando em conjunto com seus parceiros, bolsistas e voluntários, realizando oficinas, rodas de conversas, saídas de campo e visitas técnicas nas propriedades das agricultoras. Sendo assim, é possível desenvolver a transição da agricultura convencional para a agroecológica. Essa intervenção objetiva adaptar as técnicas de produção na agroecologia, para proporcionar uma visão das dificuldades enfrentadas no cotidiano dessas mulheres, a partir disso é possível realizar o planejamento das atividades. Segundo relatos de agricultoras, o projeto tem proporcionado uma mudança na qualidade de vida, inclusão e autonomia das mulheres no mercado, valorização do trabalho camponês e familiar, saúde e bem-estar, além da pretensão de adquirir mais conhecimentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-12-07

Como Citar

VIEIRA, M. G. M.; IZA, O. B.; BORGES, A. C. G.; KORZ, C. EDUCAÇÃO PARA TRANSFORMAÇÃO: EMPODERAMENTO FEMININO ALICERÇADO NOS PRINCÍPIOS DA AGROECOLOGIA. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 11, n. 01, p. 167–192, 2018. DOI: 10.24979/158. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/158. Acesso em: 24 jun. 2021.