PREENCHIMENTO DO SUJEITO NO PORTUGUÊS BRASILEIRO

UMA EXPERIÊNCIA NO ENSINO FUNDAMENTAL EM RORAINÓPOLIS

Autores

  • Clayson Batista Oliveira Universidade Estadual de Roraima/UERR
  • Isabella Coutinho Costa

DOI:

https://doi.org/10.24979/276

Palavras-chave:

Gramática gerativa, Sujeito nulo, Português brasileiro

Resumo

Este trabalho tem como objetivo analisar a manifestação do sujeito expresso na escrita de alunos do 9º ano do ensino fundamental da Escola Estadual Padre Eugênio Possamai, uma escola pública do município de Rorainópolis, no estado de Roraima. O estudo verifica a variação do preenchimento do sujeito, um fenômeno sintático (parâmetro do sujeito nulo) apontado por Chomsky (1981), e examina se a ascensão do sujeito pleno no PB, apontado por Duarte (1993), pode ser confirmada no âmbito escolar. A metodologia utilizada foi a pesquisa de campo, momento em que foram coletadas atividades orais em sala de aula e, seguida pela transcrição, classificação, quantificação dos dados para proceder a uma análise quantitativa e qualitativa das sentenças coletadas. O trabalho está fundamentado nos estudos de Chomsky (1981), Duarte (1993, 1995), Figueiredo (1996) e Villarinho (2006), dentre outros pesquisadores. Como resultado, podemos observar que, apesar de os resultados apontados desfavorecerem o uso do sujeito pleno no PB em textos escritos, a hipótese de Duarte (1995) não deve ser eliminada. Por outro lado, faz-se necessário um trabalho em sala de aula, com questões que esclareçam aos alunos, por meio de situações reais de comunicação, que as duas opções de marcação da posição de sujeito podem ser válidas no Português Brasileiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-10-01

Como Citar

OLIVEIRA, C. B.; COSTA, I. C. PREENCHIMENTO DO SUJEITO NO PORTUGUÊS BRASILEIRO: UMA EXPERIÊNCIA NO ENSINO FUNDAMENTAL EM RORAINÓPOLIS. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 12, n. 2, p. 111–122, 2019. DOI: 10.24979/276. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/ambiente/article/view/276. Acesso em: 16 jun. 2021.

Edição

Seção

Artigos - Seção Varia