Redes sociais e a COVID-19

Uma análise das publicações de quatro museus universitários

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24979/bmirr.v15i1.1125

Palavras-chave:

Comunicação em Museus, Comunicação Externa, Museu Universitário, Redes Sociais

Resumo

Este trabalho tem como objetivo analisar o uso das redes sociais por museus universitários, como ferramentas de comunicação externa, durante o período de agosto de 2019 a julho de 2022. A pesquisa emprega técnicas de etnografia para a coleta e análise de dados. Analisando as redes sociais dos museus selecionados, percebeu-se que foram desenvolvidas variadas estratégias para cumprir com o papel social nesse período, e intensificando as ações no período que estiveram temporariamente fechados. O estudo realizado mostrou que a pandemia aproximou os Museus Universitários ao ambiente virtual através do uso das redes sociais, Facebook, Instagram e Youtube, apresentando ao público um novo viés das instituições, além de preservar, salvaguardar, eles podem se adaptar no processo de diálogo com a comunidade. Tal adaptação trouxe aos museus uma nova forma de relacionar-se com seu público, e, que se sugere, permanecer mesmo após a reabertura.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

14/08/2023

Como Citar

Redes sociais e a COVID-19: Uma análise das publicações de quatro museus universitários. Boletim do Museu Integrado de Roraima (Online), Brasil, v. 15, n. 1, p. 96–115, 2023. DOI: 10.24979/bmirr.v15i1.1125. Disponível em: https://periodicos.uerr.edu.br/index.php/bolmirr/article/view/1125.. Acesso em: 23 fev. 2024.